Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Trilha sonora

Nossa vida é movida por trilhas sonoras. Os mocinhos têm, os vilões também. Seja no cinema, seja em novelas, seja até em desenhos animados.
Na vida real não seria diferente, também temos aqueles momentos que nos remetem a certas músicas e tal.
E por que seria diferente com MCDL?
Agora ela terá uma trilha sonora, ou seja, toda vez que ela aparecer no recinto, tocará sua música.

'Prestenção' e veja se gosta:

"Doce, doce viver no planeta doce

Gasolina é guaraná e jorra em qualquer lugar
Polícia é brigadeiro e é sempre um bom companheiro
O Sol é um quindim e brilha doce até o fim
Nuvens de algodão doce, pirulitos no jardim"

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

All I want for Xmas

"Eu não quero muito nesse natal
Só tem uma coisa que eu preciso
Eu não me importo com os presentes
Que estão embaixo da árvore de natal

Eu não preciso pendurar a minha meia na lareira
Papai Noel não vai me fazer feliz
Com um brinquedo no dia do Natal
Eu não vou fazer uma lista de presentes e mandar
Para o Pólo Norte

E todo mundo está cantando
Eu escuto aqueles sinos tocando
Papai Noel não vai me trazer
A única coisa que eu realmente preciso

Tudo que eu quero de Natal é você!"

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Um pouco de Cultura.

É sempre bom um pouco de cultura, e o Teatro Guaíra tenta promover a cultura para os que não podem acessá-la com o chamado "Teatro para o Povo". Nesse dia do teatro para o povo, os ingressos são distribuídos gratuitamente para qualquer espetáculo que esteja em cartaz nesse dia. Nesse domingo foi o Quebra Nozes, com o Balé Teatro Guaíra e a Orquestra Sinfônica do Paraná.
Acontece que uma vez pobre, sempre pobre. As pessoas aplaudiam ao espetáculo como se estivessem em um show de sertanejo universitário, não sabem que os dançarinos precisam se concentrar? Fora os assobios, os gritos, as conversinhas e as crianças chorando porque na certa foram obrigadas a ir ao concerto.
Tudo bem, eu gostei do espetáculo, estava impecável. Mas seria bom uma cartilha de Cultura para o cidadão.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

É fácil ser pobre...

...quando tem alguém que te banque. E assim a vida corre.

Mãe da MCDL vive pagando de pobre. Isso não é novidade, volte alguns meses de postagem que entenderá bem. Só que a cara de pau não tem limites, acredito que devamos incluir no dicionário um novo verbete que vá além da cretinice.
Falou e disse o que queria a respeito da família dele, usou e abusou deles feito gato e sapato e agora resolve pedir na maior cara lavada dinheiro emprestado.
Ué?! Vive de doações? Criança Esperança acontece todo outubro, por que não aproveitou e pediu uma graninha? Garanto que no cartão de crédito deles tem muito limite disponível. Corre lá.
Já sei, faça uma rifa de óleo de peroba e aproveite compre uns números também para que você ganhe o brinde. Quer uma lixadinha também para dar acabamento?

Essa foi pra fechar o ano com chave de ouro (ouro falso por favor, senão a mãe da MCDL vai pedir um pedacinho emprestado).

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Alimentem os peixinhos

É SÓ CLICAR...

Prendeu na porta

Saindo mais cedo da faculdade (ritmo de final de ano) ele resolveu pegar outro ôni...cofcof, um mais ligeiro (entenderam o trocadilho?). Dirige-se à estação tubo para pegar o cinzento chamado Centenário.
Chegando lá o ôni...cofcof já estava se aproximando, ele entrou correndo no tubo e quando foi entrar no ôni...cofcof a porta se fechou nele, metade dele ficou pra fora e a outra metade ficou pra dentro. Ele recua, o motorista abre a porta e ele entra.
De repente ouve a mocinha da gravação anunciar:
- Você poderá fazer conexão com: Ligeirinho Centenário, sentido Centenário.
- Como assim??? – ele se questiona.
Ele já deveria estar dentro desse maldito Centenário e não podendo fazer conexão com o busão. Ainda bem que só tinha ele e mais uma menina dentro do ôni...cofcof. Ela também havia pegado o ônibus errado e os dois riam de suas caras de patetas.
O pior foi voltar ao mesmo tubo de onde ele tinha entrado do ôni...cofcof errado e o cobrador indagando em voz alta “eita!!”, e então os três passaram a rir da situação.
É... e ele ainda ficou preso na porta à toa.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

aos 40

Amanhã eu terei 40 anos, por opção.
Mas será apenas para representar um papel em um trabalho da faculdade, porém, estou me divertindo.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

PARABÉNS... LU!!!!

Quando comecei a dançar, nele eu me espelhava. Quis o tempo nos fazer inimigos, e como esse mundo dá voltas, hoje somos grandes amigos.
Parece fácil falar das pessoas de quem gostamos, mas é algo complicado de se fazer, uma vez que queremos usar as melhores palavras, as melhores frases de efeito ou simplesmente dizer o que nos vem à cabeça ou o que o coração nos manda. Por vezes, as palavras teimam em não sair e somos forçados a recorrer aos poemas prontos, ou a canções inteligentes e nos apropriar, devidamente, de palavras de outra autoria. Eu tento agora criar algo interessante, algo talvez simples, usando a teoria do “menos é mais” para homenagear nessa data querida um muy amigo. Um amigo capaz de enxergar em mim o que ninguém mais enxerga, um amigo capaz de sentir algo que eu jamais consegui expressar, um amigo que me entende quando ninguém mais tenta ou quer me entender, um amigo o qual nem preciso usar palavras, no olhar ele consegue me captar.
Valorizo esse amigo pelo fato de que ele procura saber de todos os detalhes antes de acusar ou de defender, ele não fala simplesmente por falar, pode crer que quando ele abre a boca é porque ele tem certeza.
Ele não é perfeito, eu sei! E afinal de contas, quem é perfeito? Eu não gosto de pessoas perfeitas, pois não nos permitem aprender com os erros, os seus e os dela.
Mesmo com os seus defeitos, ele é pra mim um perfeito imperfeito, e na sua perfeita imperfeição eu tenho uma profunda admiração.
Gosto quando me analisa. Gosto quando me elogia. Aliás, quem não gosta de ser elogiado? Mas nesse caso é diferente. Imaginem como se o seu artista preferido, aquele quem você se espelha e admira passa a fazer o mesmo por você, passa a te admirar e elogiar. Existe recompensa maior? Existe amigo melhor?
Talvez eu pudesse ocupar páginas inteiras falando de você, de sua família que sinto como se fosse a minha, mas irei me ater apenas ao objetivo de te desejar um feliz aniversário. Com os desejos de realização e sucesso, que já são de praxe. No fundo eu sei que você sabe tudo o que eu quero dizer e desejar, no fundo eu sei que você sempre saberá. Eu sei que me conhece muito bem, mais do que eu mesmo sou capaz de conhecer.

FELICIDADES, DIVO!!!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Achei brega

Parece que o ano passa e as pessoas perdem o bom senso. Estamos nos aproximando do Natal e a correria para comprar presentes e os melhores enfeites já começou. Mas nem tudo o que se indica para decoração é válido.
Apareceu lá na rua com síndrome de Cinderela, um enfeite terrível. É uma espécie de painel azul, desenhado um papai Noel vermelho (é claro) e pra ajudar no carnaval, tem lâmpadas pisca-pisca nos contornos da imagem e do painel. Elas piscam sincronizadas, eba! Só que o treco é horrível, sem contar que a parede é uma cor meio de burro com enjoo.
Bem, eu não gostei. Logo mais eu trago foto, mas acho que eu sou um bom fotógrafo e é bem capaz de vocês gostarem do enfeite que eu achei cafona.
Mas olhando aquele enfeite, me senti morador de uma casa do morro, super feliz com a decoração de R$1,00.
Há!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Pesquisem... procurem... vasculhem...

Aí no seu cantinho esquerdo. Agora você pode pesquisar conteúdos desse blog de forma mais ligeira.
Bjosmeliguem

Amigos da onça

Eles me oferecem:
-Café sem açúcar;
-Torta de ontem;
-Capuccino vencido;
-Menu da semana passada para o almoço.

Mas eu me divirto muito, porque eles são demais!
Use com carinho e abuse com moderação.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Há uma loba em seu armário...

... Liberte-a!


"To locate the single man, I've got on me a special radar
And the fire department hotline in case I get in trouble later
I just want to enjoy by having a very good time
and behave very bad in the arms of a boy"

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Tomai todos e comei – Vol. 2

E parece que o enxerto de lã descobriu que toda vez que puxa a toalha ganha um brinde. Se todos recordam, da vez passada o rabo de bode ganhou um pão, dia desses ganhou um pote de açúcar e nessa semana ganhou um jantar. Não sei o motivo da fixação desse animal em puxar toalhas ou qualquer outro objeto com pontas sobressalentes dos balcões e mesas.
Pois então, o pedaço de lã puxou a toalha e ganhou uma travessa com macarrão ao molho branco. Que delícia! Só que dessa vez ele não fez como da vez passada e não levou o macarrão para a beirada da cama dos Monarcas, pois os mesmos estavam na sala no momento do incidente.
Mas o pedaço de lã apanhou tanto e ele só assistiu.
Ou o novelo de lã gosta de apanhar, ou ainda não entendeu que não pode puxar a toalha, mesmo que ela venha com brinde.
Da próxima vez ele colocará um tijolo de presente para o novelo de lã, será que ele vai gostar?

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

me motivam...

Ju e Marcos disse...
Querido Rober! É um grande prazer fazer parte de sua vida. Prazer ainda maior fazer você sorrir, se sentir feliz. Um grande abraço, Juliane e Marcos.

E é por isso que faço questão de acordar todos os dias!

ADORO!!!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

HAPPY HAPPY BIRTHDAY

Há um ano, nessa mesma data, cá estava eu prestando uma homenagem pelo aniversário dela. Hoje é praticamente uma comemoração dupla: o aniversário de nascimento e a comemoração de 01 ano de amizade.

Poucos meses antes do seu aniversário no ano passado, não me recordo ao certo se um ou dois meses, essa Ray Of Light entrou em minha vida, ou será que fui eu quem entrou na dela? Acho que fica melhor dizer que nos encontramos. Estava marcado no calendário da vida que naquele dia, naquela hora, naquele instante, eu entraria naquele fórum e pediria socorro para vender os ingressos comprados errados para o show da Madonna, e fui socorrido por ela, Who’s That Girl? Era uma Beautiful Stranger, mas Oh Father, só tenho a agradecer.

E I’ll Remember como se fosse ontem que de forma sutil, fomos entrando um na vida do outro. Mesmo Miles Away dificultando transformar essa amizade em carne e osso, a gente sempre Get Together online mesmo só tudo parece tão real.

Celebramos muito coisa juntos, mesmo que cada um em sua cidade, em sua casa. Pois ao tocarmos qualquer Music em nossos rádios, unimos nossos pensamentos, criando no céu mais uma Lucky Star, e não é Bedtime Story não, nossa amizade é muito forte. Eu posso Live To Tell que sou Crazy For You.

Você sempre Open Your Heart para mim, adoro! Pois você Express Yourself de forma muito engraçada, e eu Cherish quando você me anima e me Push e claro que sempre tento fazer o mesmo quando precisa de mim. Você é minha Candy Perfume Girl, minha Little Star. Cuidarei para nunca deixar o seu coração Frozen.

É muito triste depois de passar horas no MSN com você ter que perder para The Power Of Good-Bye e encerrar a noite. Sinto por muitas vezes que Nobody Knows Me, e eles podem Like It Or Not, sabem que sou Hard Candy, mas eu deixo a Beat Goes On, pois tenho você, uma amiga Incredible e mesmo que possam dizer que nem Devil Wouldn’t Recognize You eu sei que eu conseguiria e vice e versa.

Quero te desejar as mais sinceras felicidades do fundo do meu Heartbeat, pois a sua Celebration de hoje é mais do que especial, como sempre foi e sempre será.

Feliz Aniversário e mesmo não sendo no mesmo dia, Feliz Um Ano De Amizade!

“Never forget who you are, Little Star, shining brighter than all the stars in the Sky”

sábado, 24 de outubro de 2009

Meet the real me

Esperei tanto tempo por isso
Acho que agora é o momento
Chegue mais perto
Deixe eu me apresentar
Gostaria que você me conhecesse um pouco melhor
Saber quem eu sou de verdade

Desculpe-me se você não consegue me definir
Desculpe-me se quebrei as suas regras
Desculpe-me se eu não segui os seus padrões
Se eu não dancei conforme a sua música
Desculpe-me por falar o que penso
Desculpe-me por não ser o seu fantoche
Desculpe-me se eu não soube ser falso
Desculpe-me se eu não te poupei
Jamais esconderei os meus sentimentos

Pronto
Aqui está
Sem exageros, sem disfarces, sem fingimentos
Apenas eu...
Dando mais motivos para você falar de mim
Há!

(Texto baseado na canção Stripped pt. 1 – Christina Aguilera)

CELEBRATION

Agora eu posso celebrar, posso me juntar à festa [já que todos querem festejar comigo também].
Pode parecer apego material (pois então que seja), mas o significado que esse gesto teve pra mim foi muito maior e incontável. Sim! Come join the party, it’s a celebration!
Eu ganhei um presente inédito [pois sempre sou eu que me presenteio com os CDs dela], só que dessa vez, ele veio de outra pessoa. Sim, a última e preciosa coletânea... da übber Madonna!!!
Foi algo inenarrável.

Eterna, incansável e incomensuravelmente agradecido pelo presente!
P.S.: é tão bom quando nos sentimos queridos e amados por nossos amigos, e é melhor ainda quando eles demonstram isso. E é recíproco, podem ter certeza!

Agradecerei usando a Madonna:
"Cherish the tought of always having you here by my side...
I cherish the joy you keep bringing it into my life
I perish the tought of ever leaving, I never would"

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Saindo da quitanda...

Eis que ele, a matriarca, o patriarca e a MCGC (Menina com Cabelos de Gal Costa) resolveram se aventurar além-fronteiras da Rua Abóbora.

Seria lindo se o passeio fosse pelo restante da quitanda, mas a matriarca estava decidida a descer o nível. Queria visitar um dos infernos terrenos que se chama “Uberaba de Baixo”. (só Jesus que socorre!)

O pior de tudo foi visitar essa “região” a bordo de uma banheira-carroça-sucata motorizada, quem um dia pudemos chamar de “carro”. Anda pra lá, anda pra cá, uma rua pior do que a outra. Matagal pra lá, matagal pra lá, lama ali, lama aqui, gente sem dente ali, gente sem dente acolá. Opa! Vi um nariz escorrendo e um cabelo loiro-queimado com raiz preta. E no meio de tudo isso, no meio de uma rua qualquer, o maravilhoso automóvel [miespanca] para de funcionar [morri]. Por sorte, ainda era dia, o sol ainda iluminava.

E ficaram os quatro ali, parados no meio da rua, dentro da banheira-carroça-sucata pifada. O patriarca desce para ver o que aconteceu com o geriátrico automotor. Gira a chave e o pobre velhinho tosse tosse tosse... e nada! E agora José? O carro pifou, na rua parou e a gente se lascou.

Um senhor se aproxima e, ao invés de ajudar, só dava palpites e fumava seu cigarro. O patriarca se estressa com o senhor, e os ocupantes da banheira rezam. Será que o patriarca perdera a noção do perigo? Sendo malcriado com uma pessoa daquela região? Uma pessoa que poderia chamar uns amiguinhos para dar uma surra em todos eles? E não se tratava de qualquer região, mas da região com o toque de recolher.
Talvez a banheira-carroça-sucata tenha pressentido o perigo e resolveu parar de gracinha e voltar a funcionar. E eles se mandaram num rabo de foguete de volta para a segurança da quitanda que [me] habita(m).

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

A Monarquia

Muito antigamente, mas muito antigamente mesmo existiam os cobradores de impostos que obedeciam a ordens vindas diretamente do Rei. Esses funcionários exemplares saíam desbravando pobres vilarejos e cobrando os impostos absurdos que o Chefe pedia e AI DE VOCÊ se não tivesse a grana. Eles tomavam o que viam pela frente em troca do valor que você não dispunha. Nos tempos atuais, isso ainda existe. Ele tem os seus cobradores de impostos também, mas vamos chamá-los de cobradores apenas. E ele não tem para onde correr, esses cobradores dormem no quarto ao lado.
Mesmo sabendo que o pobrezinho estava realmente pobre, eram imperdoáveis. Na canalhice, vinham cobrá-lo praticamente com lágrimas aos olhos, dizendo:
– A situação está complicada, eu jamais faria tal coisa se a nossa situação fosse diferente.
Nooooooooooooossa, praticamente ele pensou que todos passavam fome (assim como ele), mas pelo contrário, eles comiam e muito bem. E um belo dia todos eles tiveram que mudar de vilarejo. Mesmo sabendo que o pobrezinho estava sem um emprego e sem condições de comprar ao menos uma pasta de dente, resolveram se enfiar no lugar mais longe para facilitar tudo, já que era “direto com o proprietário”.
Ele conseguiu um emprego, bem modesto que mal pagava sua mensalidade da faculdade (quem nem é cara), e é claro que os cobradores estavam em alvoroço. Ouviam o tilintar das moedas de longe, podiam farejar as notas de reais. O modesto salariozinho que ele tentava JUNTAR para pagar as mensalidades atrasadas e garantir um pedacinho do seu futuro. Mas os cobradores eram implacáveis, novamente chegavam com lágrimas aos olhos, e praticamente colocando a culpa nele por estarem naquelas condições. Era de cortar o coração perceber que eles também nem podiam se divertir, se descontrair, comprar um DVD, um CD, comer uma pizza. Ledo engano.
Só que os cobradores são muito espertos, vampirescos, descobriram uma carne macia para chupar uns capitais e com suas auréolas de plástico chamaram seus genitores para morar junto com eles, ali na masmorra. Ao mesmo tempo, alegaram que ele estava sendo explorado no seu emprego medíocre e o fizeram desistir dele. Talvez para deixá-lo bem dependente deles e não abrir a boca para reclamar de nada. A ideia foi linda, “vamos nos reunir”, só que tem um porém bem PORÉM nos bastidores. Tudo não passava de um truque para os cobradores acumularem seus montantes e sair por aí, comprando BOXES de seriados, filmes e afins, viajarem para a puta que os pariu quando bem der na telha e até programar um herdeiro. “NOSSA?!” Ele se pergunta “cadê a situação difícil?! Parece que simplesmente se dissipou como a fumaça da água fervendo”. Devem levar essa estratégia de superação para Brasília a ajudar o país:
Como sair da crise em 01 dia!
Parece que os tempos mudaram. Talvez só no calendário, porque as pessoas continuam as mesmas. Traidoras e dissimuladas.

sábado, 26 de setembro de 2009

Diálogos III

Ele: Nossa, aquela dali quer dar para aquele carinha.
Amiga 1: Humpf... aquela dali quer dar para quem quiser comer!
Amiga 2: Opa! Será que ela quer dar pra mim?!

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Tomai todos e comei

Era uma vez um pão. Mas não um pão qualquer, era um daqueles caseiros, feito pela matriarca. Que delícia! Bem fofinho e saboroso.
Deixado em cima do balcão da cozinha sobre uma toalha, a iguaria descansava. Esperando, talvez, o seu momento de alimentar uma barriga faminta. E alimentou... a barriga errada.
Só para atualizar: a casa dele agora é habitada também por um c* de carneiro (ou poodle se assim você preferir). É um pedaço de lã apodrecido, que talvez tenha se prendido na cerca enquanto um pobre carneirinho a pulava para você pegar no sono. Esse pedaço de lã tem patas e late, quer dizer, nem late. Só come e dorme. Tanto come que comeu o pão delicioso produzido pela matriarca. O pão que repousava no balcão.
A hipótese é a de que o pedaço de lã podre e sem cérebro avistou um pedaço da toalha em cima do balcão, como não tinha nada mais útil para se preocupar, pensou “vou puxar”. E puxou: “Olha!!! Veio com brinde!!!”.
Mais tarde, ele foi até a cozinha e se deparou com aquele pão no chão, todo mordido. O pão delicioso que ele estava morrendo de vontade de comer. Ainda bem que o pedaço de lã não tinha as barbas sujas de farelo, pois aí a sua raiva teria sido maior e o c* de carneiro se tornaria o segundo cachorro a visitar o espaço.
E é claro que ele não seria ele se não tivesse tomado a atitude que tomou. [insira aqui seu emoticon de capeta]
Ele tomou o pão e o repartiu entre os seus discípulos dizendo: (tô de brinks!) Vamos ao fato de verdade. Ele pegou o pão e a toalha, subiu as escadas, foi até ao quarto dos “pais” daquele feno de lã e forrou delicadamente o canto da cama com a toalha e depositou o pão ali, deixando a prova do crime mais do que evidente.
Well, de boas intenções o inferno está cheio e ele não tinha a menor intenção de ser bem-intencionado ao mostrar o ato criminoso do novelo de lã.
Já que as pessoas boas vão para o céu, ele prefere ir para onde quiser. [insira aqui o seu emoticon de capeta dando uma risada sinistra]
P.S.: A ideia central nem era essa, mas ele ganhou como bônus o c* de carneiro comer o pão em cima da cama deles. Tipo promoção: tenha uma ideia malvada e ganhe duas.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Hora de rever conceitos

Segundo os sábios, ele deve parar de azucrinar ou infernizar a vida da irmã...

Todavia, quem falou o mesmo para irmã quando ela infernizava a vida dele?

Deveria mudar meu nome?

Não! Apenas o seu gênio considerado difícil de lidar. Foi isso o que ele teve de ouvir.
Mas, mudar o que mais? Além de todas as mudanças que ele já fez nos últimos anos. Nunca antes em sua vida, ele engoliu tantos sapos e, ao invés de revidar, simplesmente sorriu e seguiu adiante. Só que tudo tem seu limite e é bem óbvio que ele também tem o seu.
Histórias falsas, falta de respeito, descaso e pessoas fazendo a sua caveira para tirarem o corpo fora e jogando toda a culpa nele (Yes, blame it on me!). Tudo vindo como uma cacetada atrás da outra foram enfraquecendo-o, deixando-o em silêncio e recluso. Um câncer dentro da própria casa, uma alma que vaga sem rumo, invisível aos seus olhos.
Se gritar por socorro, é porque quer chamar a atenção. Se contar os seus problemas, tudo não passará de inveja, ciúme e implicância de sua parte. Como fazer então?
Será que na verdade ele é uma grande personagem? Sua verdadeira face é essa que está trancada em seu quarto ouvindo as conversas lá fora e ninguém notando a sua ausência? Será que na verdade ele é um falso, um duas caras? Aquele a quem os seus amigos vêem e até admiram seria apenas um papel encenado?
Dizem que para conhecer bem alguém você deve conviver com a pessoa. Mas, aqueles que moram com ele jamais o conheceram ou fizeram questão de fazê-lo e ele, ao adentrar em sua armadura pela defesa, por questão de sobrevivência, foi subjugado e menosprezado e finalmente, condenado.
Uma mancha entre os seus iguais, entre aqueles de sangue do seu sangue.
Ele permanece autêntico e verdadeiro, mas só aqueles que são de fora é que conseguem perceber.

Drama mexicano brasileiro

Dizem que a vida imita a arte ou seria o contrário? Fato esse sem tanta importância, pois uma vive imitando a outra e assim a vida segue. Quem acompanha essas novelas, em determinado momento, deve ter vontade de “voar” para dentro da tela e dar uns bons sopapos em certos vilões. Às vezes, tais vilões nem são tão maus, mas basta fazer algo contra o mocinho ou mocinha que tudo desaba. Na real nem existem vilões, o que acontece é que cada ser humano é dotado de uma capacidade de duplicidade, sendo vilão ou mocinho de acordo com o que o momento pedir. A ocasião faz o ladrão?! O hábito faz o monge?! Whatever [insira aqui o seu ditado].
Ele mesmo, caso a vida fosse uma de novela, teria seu momento de vilão. E claro, seu momento de mocinho também. No atual momento, as opiniões talvez estejam bem divididas. Algumas pessoas podem achá-lo um vilãozinho de quinta querendo aparecer e outras pessoas podem achá-lo a versão masculina de Madre Teresa querendo fazer o bem.
Façam suas apostas. Criem seus bolões para tentar descobrir o final dessa trama que, infelizmente, ao imitar a arte nem sempre tem um final feliz (nem para imitar direito né?!).
Talvez a pergunta que fica no ar seja: que trama? Do que ele está falando? Pois é... por vezes o silêncio é o melhor diálogo.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

New shak

She's in disguise...

E que disfarce, nem parece a mesma moça lá de 1997 meio vesguinha com os cabelos a-la Elba cantando "Estoy Aquí". Mas, continua sendo a mesma lá no fundo. Em sua essência ainda consigo enxergar a Shakira que me encantou buscandos "los ladrones" ou fazendo os meus quadris não mentirem. Verdade seja dita, nesse mundo cão materialista se precisa vender e não se interessa a identidade do artista, se ele não faz a música do momento e não canta seminu, então nada de sucesso, é uma pena que a humanidade caminhe nessa direção, o valor está na voz e nas letras e não no corpo! Vamos acordar!!!

Contudo, She Wolf toca sem parar no meu rádio!

"Open up and set her free aawwwwww"

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Dia dos Pais à Moranga

Pois é, isso até parece nome de receita, mas não é! E mesmo que fosse, seria uma receita muito da ruim!
O dia dos pais foi comemorado no sábado, ele chegou quase no final da festa e por pouco que não precisou lamber as panelas para ter um bocado de refeição. Mas quem mandou chegar atrasado né?! Ao menos a família toda estava reunida, a ovelha desgarrada, a acoplada, os cunhados, e até o cachorro ameaçado de morte (por ele, é claro).
O pior que o festerê ocorreu ali, na rua abóbora!
E domingo teve replay, mas com os pais do terceiro elemento. Ele ficou em seu quarto, claro! Afinal, os pais não eram dele e muito menos não eram seu sogro e sogra. O mais deprimente foi perceber que eles estavam ouvindo LPs sertanejos da época em que o Brasil foi descoberto.
Mas, como ele ficou em seu quarto o tempo todo, foi tudo as mil maravilhas!!!
Não foi o melhor dia dos pais de sua vida e tampouco o pior. E também, o que se deve esperar de um dia dos pais na rua abóbora?!
[Fim da Transmissão]

sábado, 25 de julho de 2009

Minhas palavras

Tentando achar as palavras certas
Para fazer uma rima inteligente
Tentando mostrar quem eu sou
e o que sinto
Tentando me concentrar
Mas as palavras resolveram fugir pela janela
Tentei achar a fórmula mágica
Tentei escrever um clássico
Nem imagina o trabalho que me deu
A lixeira entupida de papéis
O cérebro vazio de palavras
Mas eu consegui dizer que:

Estas palavras são minhas
Vindas do meu coração transbordante e sonhador
Sim, EU AMO VOCÊS
Descobri que não há forma melhor de dizer que os amo
do que simplesmente dizendo: EU AMO, EU AMO, EU AMO VOCÊS.

(Inspirado na canção These Words - Natasha Bendingfield)

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Vamos dar as mãos...

E já que estamos no mês de Julho e ainda se pode dançar quadrilha sem ser chamado de cafona, o negócio e escolher o parzinho e puxar a fila.
Não entendeu? Pois é... eu explico.
A quitanda que [me] habita conseguiu mais frutos, talvez o cheiro do cozido de abóboras tenha aguçado o paladar alheio.
A brincadeira de casinha entre e ele e a super irmã ganhou um terceiro membro, já que ela achou alguém para juntar os adesivos de coração. Então, éramos três. E agora seremos cinco.
João e Maria brincam de casinha como faziam na infância: com a supervisão de seus pais. Sim, eles querem habitar a quitanda que [me] habita. Na verdade foi por convite [ou falta de].
Por um lado será ótimo ter os pais e colinho aconchegante para correr nos dias de tempestade, por outro, o curtiço "aboboreiro" vai pegar fogo!!!
Será que esse cozido de abóbora vai queimar? Ou cair no desgosto dos fregueses?

terça-feira, 14 de julho de 2009

Quitanda que [me] habita!

Ao acordar de um sonho ele teve a impressão de ainda sonhar. Notou que se encontrava em meio a sessão de hortifruti.
Lá estava ele na sessão das abóboras. Olhava ao redor atordoado e ainda sem entender o que acontecia resolve, então, dar uma volta pela quitanda. A surpresa foi maior ao passar por abacates, bananas, mangas, melancias, mamões e até guaranás. Até pinha tinha sua sessão.
Acreditem ou não, mas pode-se morar nessa variedade de “sabores”.

É fácil: escolha a sua casa, escolha a sua sessão, traga o caminhão com os seus móveis e venha saborear viver na rua abacates, na rua mangas, mamão ou abóbora.
Mas tenha cuidado, não venha para casa com fome ou comerá a placa!


fonte: ipt.olhares.com

sexta-feira, 3 de julho de 2009

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Parabéns!!! Parabéns!!!

"Hoje vai ser uma festaaaa..."

Hoje é o dia dele, do seu amigo especial! Pessoa rara nesse mundo, que com certeza Deus jogou a receita fora quando a criou.

Pois bem meu querido Bruno, tenha um dia muito especial, pois você merece todos os presentes do mundo e muito mais que a felicidade....

Parabéns!!!!




Cŕeditos imagem: 2.bp.blogspot.com

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Shewolf

Siiiiiiiiiim, ela está de volta! CD novo chegando com single logo aparecendo nas rádios.

campanha viral - She Wolf...

http://shewolfiscoming.com

terça-feira, 9 de junho de 2009

Junak 2009

Ele está se preparando, pois estará de volta aos palcos....


Dia 03 de Julho, no Teatro Guaíra (Guairão), às 20:30h


Os ingressos estarão à venda com ele ou na bilheteria do teatro.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Getting a flu

O clima está do jeito que ele gosta. Frio de rachar, ventos cortantes e tudo mais...
Todavia, fraco do jeito que é, logo ele pega uma gripe. E já está começando, mas ele já vai se cuidar, pois essa não é uma boa semana para ele adoecer, ah não é mesmo!!!


Fonte: www.herbsforhealth.com

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Ele só queria um gato.

Ele queria um gato. Mas ouviu que gatos são traiçoeiros.
Ele queria um gato. Gatos são independentes, são "na deles".
Ele queria um gato. Mas ouviu que animais dentro de casa não é uma coisa legal.
Ele queria um gato. E sugeriram "por que não tenta um cachorro?"
Ele queria um gato. E disse que cachorros são condicionados e bobos.
Ele queria um gato. E disse que não gosta de poodles.
Ele queria um gato. Ele queria um gato...
Agora apareceu um cachorro, um poodle, que fica dentro de casa choramingando e usando o potinho que ele ganhou de sua mãe para guardar comida de gente e não de bicho.
Animais dentro de casa, não são permitidos. Por que agora esse animal é uma exceção?!
Mantenha certa distância dele, seu pequeno animal!

terça-feira, 26 de maio de 2009

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Gossip spot

Gossip Girl aqui, sua primeira e única fonte de notícias sobre a vida da Elite curitibana.

Sempre adorei contos clássicos, mas Cinderela nunca esteve dentre os meus prediletos: e a partir de agora, nem nos de Princess R. Parece que o relógio bateu meia-noite e não só a carruagem se transformou em abóbora, como também o castelo. Poor Princess, espero que ela saiba que seus amigos ainda lhe dão o maior apoio mesmo nesses momentos. Princess R, erga a cabeça, ponha seus óculos Dior e prepare-se, uma tempestade de areia pode estar chegando, mas só se você enfrentá-la chegará a Dubai. E se você está estranhando um ato de gentileza meu, não fique assim, o pior dos venenos cria ótimos antídotos e vacinas também.

You know you love me,
XOXO Gossip Girl

Texto by: Aquele que você ama

Fonte: blogs.wsj.com

sábado, 23 de maio de 2009

Horóscopo também erra

"Procure tirar o dia para descansar e passear para descontrair-se. Você anda muito cansado e estressado e por isso deve se cuidar. Sua saúde está ótima, mas não abuse de sua força. Novos projetos e parcerias têm feito você trabalhar ainda mais do que o de costume. Relaxe, medite, respire e fique ao lado de pessoas que ama." (by Terra)

O dia de hoje (sábado) eu tirei trabalhando, em seguida terei aula de dança de salão. Não ando cansado e muito menos estressado. Minha saúde nunca está ótima, sou um problema ambulante. Espero que esses projetos e parcerias sejam [sexuais] legais. E sempre estou ao lado de quem amo, é assim que eu me mantenho vivo...

E viva o sábado!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Rua Abóbora

É amigos, o Jardim secou, e tudo virou uma grande Abóbora.
Não entendeu? Eu explico.
Não sei bem a razão concreta, mas agora ele saiu de sua morada gostosa perto ao botânico e teve que ir ao jardim das abóboras, exatamente onde se encontra o caminho das praias. Mais uns 20 minutos de caminhada e o cheiro do mar poderia ser sentido por ele. (Pois então, é longe assim mesmo)

Sem internet, sem telefone, sem guarda-roupa, sem sofá, sem cama e sem ânimo...

Aguardem futuros sinais de fumaça... (se é que eu ainda consiga produzir fogo).


Fonte: www.baixaki.com.br/imagens

quinta-feira, 14 de maio de 2009

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Fim de semana...

Dia das mães! E ele foi visitar a sua, que a essa altura todos devem saber que mora em Guaratuba. Chegando lá, uma surpresa. Ele avista de longe aquela silhueta marítima, mamífera, comedora de doce de leite! Sim!!! Era a própria MCDL em versão roupa de praia. Graças ao bom Deus estava meio frio e ela se encontrava de calça e camiseta. Junto dela, uma versão masculina de jubarte e um outro alucinado que ele não conhece e não fez questão. Brincavam os três de algo que ele também não identificou!
Mas, a maior surpresa foi que a mãe da MCDL e uma irmã, a Naja, também estava lá. Pergunta: Por que? Para fazer charme, ou para ver como os pais dele estavam vivendo em Guaratuba?
Enfim, especulações à parte. Ele nem precisou falar com MCDL, tampouco com sua mãe e tampouco com Naja. Fez a egípcia e ignorou todas! Afinal, ele estava indo ver sua mãe e mais ninguém.
Apesar da surpresa foi um final de semana divertido. Inclusive ao ver a MCDL produzir bolinhas de sabão, certos momentos ele não sabia quem era a bolinha e quem era a MCDL.

Um parênteses -> (Ele agora não sabe mais em quem deve confiar, quem estará lá por ele quando ele precisar?)

quarta-feira, 6 de maio de 2009

...

"Me ame ou me odeie
Diga tudo o que quiser sobre mim
Talvez eu devesse vir mais quieto, mais tímido
Mas não me sinto assim"

domingo, 26 de abril de 2009

E você se vai...

Se você não volta
Todos os oceanos secarão
E eu esperarei sem você
Preso ao fundo de alguma lembrança

Se você não volta
Eu não terei vontade de nada
Eu ficarei aqui
Com meu cachorro, olhando para o horizonte

Se você nao volta
Não sobrará nada além de desertos
E ouvirei se alguma batida de coração ainda sobra nesta terra
Que você era tão serena

Se você não volta
Não haverá esperança, não haverá nada
Caminharei sem você
Com minha tristeza tomando chuva

Quando me queria havia um aroma fresco que eu respirava
Era tão bonita, era tão grande, não tinha fim
E cada noite uma estrela virá para me fazer companhia
Que te conte como estou e que saiba o que acontece
Me diz, amor, estou aqui, você não vê?
Se você não volta, não haverá vida
Não sei o que farei

(Miguel Bosé & Shakira - Si tú no vuelves)

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Que seja feliz!!!!

É defeito sermos passionais? É defeito procurarmos relacionamentos que envolvam sentimentos? É errado optarmos por não sermos mecânicos?

Mudaram as formas e não me avisaram?...

Seja feliz para sempre, mesmo tendo procurado por praticidade e não por relacionamento sincero e com vida. Sentimentos fazem parte de tudo em nossa vida. Praticidade só leva à mecanização, não se vive assim!

quarta-feira, 22 de abril de 2009

dasedução...

Ainda em processo de abordagem/aproximação...

Me aguardem!!!!!

Investida mode on!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Lerê, lerê....

OK! Todo ser humano normal estaria em casa dormindo hoje, em plena véspera de feriado. Todavia, como ele tem problemas mentais, está num freelancer indicado pela sua sister (por quinze dias), e hoje está ali, trabalhandinho!
Ao menos ontem foi reconfortante, o dia todo jogado na grama comendo chocolates e tomando vinho. Rodeado por pessoas lindas e engraçadas. Existe coisa melhor?! Saindo de casa às 13h30 e voltando 01hAM, fechando com chave de ouro no Café do Teatro. O dia poderia nunca ter fim, as horas poderiam não ter passado, mas o dia acabou e as horas correram.
Hoje, com sono, mal humorado ele reza para as horas passarem voando e o dia terminar logo, assim como ontem. Porém, nem tudo o que reluz é ouro. O dia vai se arrastar, as horas vão se atrasar.
Ao menos, a noite será boa. Matriz & Filial que me aguarde, apesar de tocar samba (que ele super adora). Mas pra compensar, a cia será mais que agradável, só pessoas MARA!

Nota: Ele foi num terreiro de umbanda nesse sábado, foi super tudo! Comeu carne de carneiro com as mãos. Ele tinha muita vontade de comer comida do prato usando as mãos, se realizou. Mas ele não é umbandista, apenas simpatiza!

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Spotted

Gossip Girl está aqui, a sua primeira e única fonte da escandalosa vida da elite Curitibana
Sábado é quando a cidade do jardim botânico mais belo do país tem uma das noites mais boêmias, e nesse sábado não será diferente. Um exclusivo churrasco acontecerá e boas fontes dizem que no Menu temos: litros das melhores bebidas, uma churrasqueira em brasa e um professor que parece atear fogo entre 4 paredes!
E parece que: R está fazendo um curso de primeiros socorros para queimaduras, afinal, quem quer brincar com fogo tem que saber se cuidar, e GV promete acabar com o fogo entre os dois.
Bom, já consigo sentir o cheiro de batatas assando.
Espero que vocês gostem de assado de batata tanto quanto eu! Esperaremos até sábado para saber quem se queimou, ou não...

Eu sei que você me ama,
Xoxo
Gossip Girl

Texto by: Aquele que você ama

quinta-feira, 9 de abril de 2009

O Egoísmo

Como um certo sábio disse:
"Se você não encontrar a sua metade da laranja, não desanime, procure sua
metade do limão, adicione açúcar, pinga e gelo, e....  Seja feliz!"

Sim, devemos procurar a nossa metade, mas temos que tomar cuidado, existe muita traição nesse mundo, até daqueles que você nem sonha que teriam a capacidade de cometer tal ato. 
Te apunhalam pelas costas e ainda empurram a faca mais fundo com o pé, depois que você já está quase desfalecido ao chão.
Mas a vida é um corrida de 200m com obstáculos, cada etapa do seu percurso, tem unzinho ali para pular. A vida não para, o tempo corre, e vamos tentando viver a nossa vida. 
Mundo cão e indivualista, chega de pensar nos outros e se sacrificar por eles, nada mais nesse mundo merece mais atenção e valor do que você possa dar a si mesmo. O altruísmo está se extinguindo, talvez nunca saibamos o verdadeiro valor dessa palavra... eu tentei, mas me ferrei.

terça-feira, 31 de março de 2009

As Palavras

Num universo paralelo habitam as palavras. Elas convivem harmoniosamente.
Umas grandes, outras pequenas, algumas curtas e outras bem longas.
Existem palavras alegres e também aquelas tristes, existem algumas ásperas mas também aquelas singelas.
Têm palavras que sozinhas não servem pra nada, mas têm aquelas que sozinhas querem dizer muito. Existem aquelas que só podem vir acompanhadas e tem aquelas que preferem aparecer em grupo.
Existem as palavras que são bem úteis para quando estamos amando e têm aquelas que adoramos usar quando precisamos odiar.
Algumas são rudes e outras acalentam, umas nos ajudam a dormir e outras nos obrigam a acordar.
Têm as palavras que matam nossa fome e têm palavras que nos parecem uma canção.
Existem as palavras amargas e aquelas bem doces.
Palavras que podem causar uma guerra e uma única que pode trazer a paz.
Palavras que fazem amigos e que também podem trazer inimigos. Palavras para nos fazer sonhar, palavras que são feitas para realizar. Palavras que nos fazem criar e palavras que servem para desarmar.
Por fim, elas estão lá em seu Universo a desempenhar o seu papel: ditas ou escritas, são a nossa melhor forma de se expressar.

quarta-feira, 25 de março de 2009

Quase que vai para o além

E dessa vez ele quase vai para o beleléu...

Exageros à parte. Porém, mais uma vez a dona amidalite lhe bate a porta. Só que dessa vez veio mais potente, mais nervosa, veio com tudo e o derrbou com um único golpe. Nem tomar Benzetacil resolveu muito.
Foram três dias sem conseguir comer, só tomando água. Foram também três dias ou mais sem conseguir falar. E a febre de 38º que não queria passar.
Mas por fim, ele sobreviveu para contar a história. A Benzetacil ainda dolorida no seu traseiro, a fome que aperta para suprir os três dias de ausência. Com a complicação de que seu paladar está alterado (pode ser que seja do medicamento). Ele sente a comida totalmente hiper salgada e as coisas doces, ou estão amargas ou faltam açúcar. Tudo bem, logo ele volta ao normal.

sexta-feira, 13 de março de 2009

no title

E assim a vida segue. Nessa selva de pedra.
Descobri que é cada um por si e salve-se quem puder. O que é meu... é meu e o que é seu... foda-se!

Preciso rever meus conceitos e reaprender a viver num mundo cão!

sábado, 7 de março de 2009

No purgatório

Ele chega ao estabelecimento por volta das 08:30AM. Se dirige à recepção daquele purgatório e pergunta:
- Vim dar entrada no meu Seguro desempr...cofcof
A recepcionista:
- Já tem todos os documentos xerocados?
Mas oi? Por que não avisam essa porra antes???
- Não, nem sabia que tinha que xerocar nada!!!!
- Então, aqui está a lista dos documentos, sua senha é essa (ela circula o número 86) e aquele é o painel que vai te chamar (e estava no número 23). Tem uma loja aqui ao lado que tira xerox.
Que tesão! Ele pensa.
Então parte para o fatídico xerox, ao notar a tal loja, uma fila para estádio de futebol. Decide procurar outro lugar, pois aquele não era o único canto para se tirar xerox ali bem no centro da cidade. Ele anda, anda, todos os outros lugares fechados (tesão ¬¬).
Quando ele pára no meio da calçada, ainda perdido, olha para os lados assim sem esperanças e por sorte percebe que tem um mocadinho que tira xerox e está vazio, ele corre!
Ufa, missão cumprida. Ele volta ao purgatório, e está na senha trinta e alguma coisa. Então ele tira seu livro de Ética da bolsa e "simbora" resumir pra fazer o trabalho. Logo bate o sono, uma vez que ele não havia dormido a noite. Termina o seu resumo, se debruça sobre as pernas e adormece.
Acorda num susto, achando que já tinha passado a sua vez, mas estava na senha cinquenta (aqui jaz um trema) e alguma coisa.
Pensou que demoraria mais, contudo, demorou o bastante para suportar aquele purgatório.
Enfim, 11:30h ele já se encontrava em casa, mais derretido que picolé no asfalto, ele só tem forças para trocar de roupa e desmaiar para recuperar as energias e ir para a faculdade à noite.

sexta-feira, 6 de março de 2009

Sem título

Dessa vez sem mostar o balanço do feriado, como de costume! Ainda mais que o feriado já se foi há um certo tempo.
Vamos mudar de assunto! Ele ganhou um selo, de sua amiga Rafa, de quem ele acompanha o blog e se mata de rir com as loucuras que acontecem em sua vida. Apesar das instruções claras contidas sobre como usar o selo, ele confessa que está na dúvida de como proceder agora. Ficou super feliz pela indicação. Esse selo é um “prêmio dado aos blogs que demonstram grande atitude ou pelos quais você tem gratidão”. Pensemos, ou eu demonstro grande atitude ou ela tem muita gratidão por mim hehehe...
A parte difícil vai ser escolher no mínimo dez blogs para indicar esse selo, sendo que ele tem pouco menos de uns 5 blogs que acompanha.. e agora? Que dilema.

Falando em dilema e mudando de assunto novamente, ele achava que sabia fazer resenha. Mas resenha é um bicho que dá dor de cabeça. Mas nem tudo está perdido.

Bom início de ano para todos, pois agora é que o bicho pega de verdade.

Ah sim, seeking for job desperately... é, ele ainda não conseguiu uma nova forma assalariada de viver... está muito difícil, seja o que Deus quiser.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Ô Carnaval!!!!

Carnaval ô lelê o lalá! Há um ano atrás, lá estava ele na prisão (ou no apartamento da MCDL e sua mãe). Felizmente, sozinho, pulando e festejando solitário (e claro, se empaturrando de guloseimas).
Esse ano não é muito diferente. Agora, por opção, ele está novamente sozinho. Mas o cenário é outro, o momento é completamente diferente. De verdade ele brinca de casinha. Tudo é dele, e não precisa mais se preocupar com a data do retorno de MCDL e sua mãe... festa forever and ever! \o/
Let's celebrate!
A diferença essencial que se aplica é que o moço agora é universitário, e os professores não deram folga, trabalhos e textos para o carnaval. Vamos pular de noite e estudar de dia! Ou ao menos tentar. Trabalhos até que legais, exceto pelo professor de literatura que o fará assistir o infeliz filme Tróia, que ele fugiu para o lado oposto o mair rápido e longe que pôde, e que, terá que voltar atrás e assistir ou ficará sem nota. Droga! Tróia é uma droga de filme (em sua opinião). Um filme apenas para enaltecer ainda mais o eterno mocinho de Hollywood, o Pitt. Mas fazer o quê?! Vamos assistir... é o que nos resta.
Fora isso, o carnaval no seu Infinito Particular (obrigado Marisa Monte por esse termo) será espetacular ao seu modo. Ele sempre sabe como se divertir, mesmo sozinho entre essas quatro paredes. Música não falta, comida também não e tampouco animação.
Vamos... folia! É carnaval, ele gosta desse feriado apenas por ser feriado. Vamos pular!

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Sono

Sono...
O tempo está passando
Sono...
O tempo é apertado
Sono...
O dia está cada vez mais curto
Sono...
Preciso esticar as horas mas e o
Sono...?

sábado, 14 de fevereiro de 2009

A fé e o medo

E do nada o chão se desfez. Era o bastante, uma informação crucial e devastadora. Nada mais ele pôde fazer, a não ser ouvir. A notícia veio como um soco bem certeiro no estômago, deixando-o sem ar, sem fala. Rezar seria o bastante? Rezar faria a diferença? Isso está realmente, agora, nas mãos de Deus? Fé, ele sempre teve e sempre terá, mas o medo caminha ali ao lado, com uma linha tênue mantendo-os separados [fé e medo].
Ele quer fazer algo, ele precisa fazer algo, mas não sabe o que deve ser feito agora. Talvez tenha apenas que esperar. Alguém muito importante para ele, pode ser que suma feito pó. Prematuramente, e nada mais ele pode fazer, não está ao seu alcance. Nem nunca esteve.
Fé.... é preciso ter fé!
Fé e medo, cada um se sentou em um ombro dele. Caminham juntos agora...

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

O dinheiro se vai...

... feito um rio com forte correnteza. Passa por nós rapidinho.

Como gastar R$3 mil em 01 (hum) dia? Ensino como!
Calma, exageros à parte, mas, se tudo seguisse um certo ritmo de uma vida louca que ele possuía anteriormente, isso teria acontecido apenas com supérfluos. Todavia, dessa vez, ele colocou na balança o que era essencial e o que não era.
Como todo bom brasileiro, ele tinha dívidas, e foi tratar de pagá-las. Uma delas, saiu do roteiro, não era mais aquele pequenino valor, mesmo em atraso. O treco aumentou "duma" forma que ele quase caiu da cadeira. Mas tudo bem. Tudo quitado (quase tudo).
E também ele é filho de Deus, tratou de se presentear, mas nada muito extravagante.
Fazendo a soma, ele chegou perto de gastar tudo isso (entre dívidas e lazer), mas o que seria da vida se não pudéssemos usufruí-la ao nível máximo?
Arrependimentos não existem. Agora é hora de correr atrás dos processos seletivos para voltar a ser assalariado, pois nem só de pão vive o homem, precisa ter como pagar o pão antes.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Hand in "our" pocket

Eis que minha esposa, me faz uma surpresa. Tudo bem que eu pedi a ela que quando Hand in my pocket fosse cantada, que ela saísse do corpo e aproveitasse ao máximo o momento. Ela disse que iria filmar. Não que eu não tivesse acreditado, mas na hora sublime do show, em total êxtase, pudesse ela esquecer e em nada eu a culparia. Eu nem tirei foto da Madonna por tamanho estado de esplendor que eu me encontrava.
Agora vejo que ela gravou a canção pra mim, linda, estou sem palavras, e sensível demais ou não, me arrepiei ao ver vídeo e não pude conter algumas lágrimas. A sensação que tive foi a de como se eu estivesse lá no show.

Muito obrigado esposa... você é maravilhosa. I love you!

"because I've got one hand in my pocket and the other one is giving the peace sign"

Segue o link para quem quiser curtir conosco: http://www.youtube.com/watch?v=dDstgNbmskk

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Alanis, Alanis, Alanis

Depois do Tornado Madonna ter arrasado minha vida (no bom sentido claro), vem aí outra tempestade: Alanis Morissette.
Infelizmente não irei ao seu show, fui avisado muito em cima da hora e Madonna me assaltou, esvaziou meus bolsos e valeu muito a pena, eu faria tudo de novo sem culpa. Mas felizmente, minha esposa e cunhado irão. Quero que vocês curtam cada segundinho do show e aviso mais uma vez, se ela cantar Hand in my pocket quero que deixem sua alma sair do corpo e se deixem levar pela canção, por mim!
Que o show de vocês seja tão mágico quanto puder. Amo vocês meus queridos e tenham um bom show.


"What it all comes down to my dear friends
is that everything's gonna be fine, fine, fine
'cause I've got one hand in my pocket
and the other one is giving the peace sign"

Créditos da imagem: escoladorock.files.wordpress.com

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Processos seletivos... um modo assalariado de viver.

Ele ouvia as batidas do relógio que não existia naquela sala. O tempo parecia não passar e ele havia esquecido como eram demorados esses processos.
Se perguntou algumas vezes se não era melhor levantar e ir embora. Ao mesmo tempo pensava que deveria ficar, tudo acontece por uma razão e uma hora ele acharia a qual explicaria o porquê dele estar naquela sala, com mais aquelas 14 pessoas.
Como de costume, ele teve que se apresentar, falar um pouco da sua vida pessoal e profissional, algumas perguntas foram feitas e então pôde voltar a sentar. E as horas passando. Mais uma dinâmica pela frente, e as horas passando. Chega sua vez de fazer a dinâmica, e as horas passaram. Calor, vozes, apreensão, duas vagas.
No final das contas, ele não conseguiu, não foi dessa vez que entrou nessa empresa. Foi para casa aliviado, num misto de tristeza e satisfação, parte dele queria voltar a trabalhar e a outra parte querendo ficar em casa ao menos por um pequeno mês.
A partir de então se encontra novamente na busca, sem stress, sem cansaço, sem pressão. Vamos com calma.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Era uma vez... um poema

http://robermyself.blogspot.com/2008/10/uma-vez-um-poema.html

Mais do que passou da hora de corrigir esse poema...

[...]
João e Maria voltaram a brincar de casinha
Sem a bruxa encardida
Sem os pais pra fazer companhia
Agora os dois sozinhos moram
E se divertem e se adoram
Vão brincar até cansar
Mas nunca vão parar.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Pets

Eis que ele queria ter um gatinho. Agora ela mora só, digo, com a irmã. Mas enfim, dono do seu nariz. Ele conta que queria um gatinho. E pasmem, a irmã o impediu, o bloqueou, não permitiu.
E agora?
Ela ofertou, "um cachorrinho é mais legal"! Mas ele não quer um cachorrinho, oras, ele quer um gatinho, é difícil entender?
Mas a idéia de ter um pet, foi-se por água abaixo. A irmã barrou, o ap deles é alugado pelo cunhado II, e o mesmo disse que não seria legal o animalzinho sujar o chão de madeira. Imagine o xixi do cachorrinho ou do gatinho naquele piso hein? Enfim, idéia abortada.
Então, na ausência dos pets vivos, ele tem os inanimados, uma galinha chamada "Gazedina Martina e sua filhote Liz Martina" e agora ele tem a Bernadete, a hipopótama do McLanche Feliz.
Que aliás, no dia em que ele adquiriu o McLanche Feliz pra comprar a hipopótama, as pessoas ao seu redor dentro do McDonald's ficaram olhando pra ele, parecendo que ele havia cometido um crime ao comprar o McLanche, e o pior, o lanche era REALMENTE pra ele. Logo as pessoas se deram conta disso, de que não tinha nenhuma criança com ele.
É crime ele querer a hipopó? É? Mas de fato, agora ele a tem... e não reclamem.

Curtir a vida

E decidi que agora é hora de curtir a vida loucamente, mas com moderação! Vamos pra balada, vamos beber, vamos passear no parque, vamos comer. Tudo eu aceito, é hora de festa e vamos celebrar a vida. Chega de ficar parado, chega de ficar escondido em casa. Estou vivo e por isso vou viver... \o/

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

21 Things

"Você fica alegre quando outra pessoa é bem sucedida?
Você não joga sujo quando se está numa competição?
Você tem uma grande capacidade intelectual,
mas sabe que sozinha ela não significa sabedoria?
Você vê tudo como uma ilusão?Mas aproveita mesmo você não sendo disso

Você é politicamente consciente?
E não acredita em pena de morte?

Você fica alegre por se entregar e perceber que amar alguém pode, na verdade, ser como ter liberdade?
Pode me fazer rir?
Gosta de aventura? E tem muitas opiniões formadas?
Se desinibe na cama? Aberto a experimentar coisas novas?
Sem vícios?...
Tem curiosidade e se comunica bem?


Estas são as 21 coisas que eu escolho escolher em alguém

Eu não estou com pressa, eu poderia esperar para sempre
Eu não estou com pressa porque gosto de estar sozinho
Não há preocupações e certamente não há pressão
Enquanto isso, viverei como se não houvesse amanhã"

(Alanis Morissette)

Trechos de canções

"Olhe pra nós, abandonando o navio no meio das nossas conversas."

"Então por que gastar todo nosso tempo escondendo quem, no fundo, somos?"

"Como desperdicei minha energia precipitadamente..."

"Como manter as pessoas próximas e nunca se aproximar demais
Como fingir que você está bem e não precisa da ajuda de ninguém
Como sabotar suas fantasias por medo de realizá-las
Como ficar agarrado à tristeza, culpando os outros por tudo

Eu lhe ensinarei tudo isso em 8 passos fáceis
Um curso único que você jamais vai esquecer"

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Parabéns patriarca

Hoje eu canto parabéns novamente, e devo fazê-lo com todo entusiasmo, pois sem ele, eu não existiria.
Hoje quem faz anos de vida é o patriarca. Merece todo carinho e desejos de sucesso e felicidade que possa exisitir.

Me apoiou em momentos que pensei que ele me largaria pra trás. Me carrega com ele todos os dias em seu coração, mesmo que estejamos longe agora. Faz e sempre fez de tudo para ser um excelente pai e garanto que conseguiu.

Parabéns sempre! Merecidamente... minha palavras não conseguiram expressar tudo, mas os gestos conseguem, sempre!

Sonhos

Às vezes precisamos adiar nossos sonhos, para que lá na frente o agarremos com mais força. Para que ele se concretize com mais voracidade. Para que ele aconteça com mais intensidade. Para que possamos sonhar em paz.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

A pomba

Não me recordo se o ano era 2002 ou 2003. Apenas me recordo de estarmos na aula de Português e tivemos que analisar um poema, se não estou enganado, falava sobre uma pomba. Um poema minúsculo que não entendi bulhufas, pareciam palavras soltas e o poeta ainda tinha ficado famoso por isso.
Eu, Pat e Ade (trio inseparável), resolvemos então fazer a nossa versão do poema A Pomba, pois vimos que era muito simples soltar as palavras, falar que era um poema e quem sabe também não faríamos sucesso. Nós com nossos 15 ou 16 anos fizemos o seguinte poema:

A Pomba

A pomba rôla
A pomba loca
A pomba gira
A pomba rola
A pomba manca
A pomba pira

Oh pomba linda! Por que cagas na careca?
Por que não cagas nela?

A pomba nasce
A pomba mata
A pomba MORRE...

Enfim, foi na época em que tinha sido lançado o celular do Guga, que gravava áudio. Tentamos inúmeras vezes nos gravar recitando esse poema, mas quando chegávamos no "Oh pomba linda!", não aguentávamos e começávamos a rir sem parar.
Claro que conseguimos recitá-lo para nossa professora de Português que gostou da nossa criatividade.
É... bons tempos esses da escola!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

As pequenas perguntas na vida

-Será que eu ligo?
-Será que eu não ligo?
-Mas se eu ligar vou parecer muito grudento?
-E se eu não ligar vai parecer que não estou nem aí?
-Dou um toque e desligo?
-Deixo atender?
-E agora?

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Aniversário...

Como homenagear alguém, quando o homenageado é você mesmo? Bem, hoje é o aniversário do dono deste blog que aqui vos fala. Aos invés de ser narcisista e me homenagear, eu quero agradecer imensamente os recados, o carinho, as mensagens no celular, os telefonemas e todo o amor que senti nesse dia de hoje.
Diferentemente dos outros anos, nesse ano essa data foi mais intensa. Pude sentir todos como se estivessem aqui, coladinhos comigo e me desejando felicidades ao pé do ouvido.
Gostaria de poder abraçar a todos e agradecer do fundo do coração.
Mas já que não dá pra ser assim com todos, eu venho agradecer por aqui o enorme carinho..

Obrigado por fazerem do meu dia e da minha vida cada vez melhor!

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

O Titanic da piscina

Lá estava ele pensando se entrava ou não naquela piscina, apesar do sol o frio imperava, digo, a água estava muito gelada.
Então, eis que surge a boia. Uma boia redonda, parecendo um brinquedo de parquinho, aquele tal de gira-gira, aquele que dá náuseas. Seguindo a lógica, ele entraria na boia e não se molharia, ficaria sentado nela até sabe Deus quando.
Lá vai, puxa a boia, entra nela e senta, logo a boia vira um Titanic e começa a afundar, entrando água por tudo que foi canto e ele afundando.
- Socorro! Eu não quero entrar agora.
Ele mal tinha forças pra remar com as mãos na piscina pois ria demais, chegando na beira da piscina a amiga dá a mão para ele se levantar e sair da boia, mas as mãos de protetor solar escorregam e ele volta pro Titanic. Na posição em que se encontrava dentro daquela assassina que era pra ser flutuante, estava difícil de se levantar sozinho, a boia estava muito mole. Enfim, ele acaba que consegue chegar na borda da piscina e se apoia para sair da boia.
O calção encharcado, a camiseta metade molhada e sem ar de tanto rir.
Boia assassina.


O momento do naufrágio e da tentativa de sair do barc..digo boia.

Morrendo de rir depois do "resgate"

Faltam palavras

Já não sabe mais o que quer. Se fica ou se vai. Se chora ou se sorri. E agora? Querendo falar e as palavras não vêm. Ah... as palavras! São muito úteis em alguns casos, tão dispensáveis em outros, tão amargas e que podem ser tão doces. Podem matar ou podem morrer, podem nos sufocar ou nos fazer respirar ar novo. As palavras!
Palavras que agora lhe faltam, então qual a alternativa para se expressar? Talvez uma música, um gesto, uma caminhada por aí? Não sabe... ele vai procurar!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Dia qualquer

Um dia em que ele quis desistir de tudo e um dia em que tomou decisões importantes.
Sim, ele queria chutar o balde e sair pelo mundo afora sem destino e sem razão. Pensou um pouco, e quase o fez. No final das contas, se jogou de cabeça em uma nova aventura, vai fazer o que todos querem que faça há anos: Vestibular.
Faculdade deu um empurrãozinho em sua vida, parte dele se motiva e outra parte desiste no meio caminho. Qual delas vai vencer? Ele se sente numa rua sem saída e não consegue fazer a volta para tentar pegar outra rua.
E mudando de assunto, ele gostaria de saber por que as pessoas prometem o que não podem cumprir? E quando se dão conta disso, elas passam a te ignorar? Não é mais fácil chegar e falar a verdade?
Enfim... um dia vazio que foi cheio. Será que ventos novos e revigorantes estão soprando por aí?

domingo, 4 de janeiro de 2009

A moda é escrever errado!

É, e chega a maldita reforma ortográfica! Morte! Por que foram fazer isso? Facilitar que porcaria de comunicação e negócios?
Me pergunto, por que temos que nos modificar? E o resto dos idiomas, continuam lá, intactos e centenários.
Onde vão parar os acentos? Os hífens? Agorateremosqueescrevertudojuntooqueanteseraseparadoporessetracinholegal. Jogaram fora a minha linda trema! Como escreverei lingüiça, como posso ficar tranqüilo? E agora, José? A trema acabou, o hífen se foi, o acento morreu.
Querem simplificar tanto, que daqui uns tempos teremos q escrevê assim pra facilitá o intendimento, logo o miguxês internetês tomará posse de todos nós, ou seria nóix?
Daki a poko serah mto comum termos que tc desse jeito. E agora? Como farei na redação do vestibular em 2012, quando essa porcaria toda entra em obrigatoriedade?
Salve quem já tem diploma e ainda não sabe escrever, pois agora tudo é mais fácil, não é mesmo? Eu iria adorar ser professor e corrigir uma redação, onde o certo é escrever errado.
Onde isso vai parar?

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

E o ano novo já é!

Dia 31 de Dezembro de 2008.
23:05h- Ele entra no banho, ainda não sabe o motivo pelo qual está se arrumando.
23:22h- Sai do banho, vai ao ritual dos perfumes. E continua a se perguntar para quê serve tudo aquilo...
23:30h-Ele já está arrumado e a TV passa a apresentar o super [me mate] show da Virada [cruzes!].
Ah sim! Ele se lembrou que dia era e porque ele estava se arrumando, mas a outra pergunta: pra ir aonde?
23:40h- Ele decide sair de casa, se dirige a algum lugar que ele ainda não decidiu. Apenas segue a multidão que ele enxerga pela rua. Onde todos estariam indo?
Ah claro! Estão indo ver os fogos à beira-mar. Ele vai ver os fogos ou vai ao encontro de sua família que está também à beira-mar, mas trabalhando e muito?
Faltam dez minutos e ele nem está na metade do caminho, ele apressa o passo. Vira na próxima esquina e já faltam somente cinco minutos. Ele agora é mais um no meio daquela multidão, pessoas casadas, famílias inteiras, pessoas sozinhas, assim como ele. Se deixou levar por elas.
Agora só faltavam mais três minutos, a areia estava há poucos metros, mas ele ainda não estava lá. Então ele pôde ouvir "Feliz Ano Novo", e ele pensou "mas já?!". Perdera a noção do tempo, e já era meia-noite em ponto, quando ele resolveu olhar o relógio, e ele ainda não estava lá.
Quando finalmente chegou as areias, viu pessoas olhando o céu, não viu ninguém feliz, todos bêbados, em transe, olhando para algum lugar. Ele olhou também, e nada viu.
"O que estou fazendo aqui?", pensou ele. As pessoas o olhavam e também se perguntavam "O que ele faz aqui?", ele não pertence àquele meio, àquelas pessoas.
Ele anda, contra a multidão, um mar de gente andando e um mar de gente parada! Mas ele atravessa, ele vai. Chega ao destino, e avista sua família toda ali dentro, trabalhando, ele começou a chorar, e passou reto. Não queria que o vissem chorando, ele não estava triste e nem tão feliz, mas não sabia porque essas lágrimas teimavam em cair.
Respirou fundo, então entrou no estabelecimento, cumprimentou seu pai, sua irmã, o cunhado e avistou a mãe solitária nos fundos. Foi até ela, não queria chorar. Então deu um abraço forte nela, e não conteve as lágrimas ao sentir a mãe soluçar em seus ombros. Ele só conseguiu dizer:
-Sucesso... para nós!
A mãe apenas assentiu. Sim! Eles precisavam de sucesso, cada um ao seu modo, cada um no seu caminho, mas eles precisam e muito de sucesso.
Ao desejar Feliz Ano Novo, tudo acaba, tudo volta ao normal, aquele espírito de inovação e alegria acaba, ao proferir a última sílaba desse encantamento. A vida continua, apesar de nova (?).
Será esse ano.. novo?