Pesquisar este blog

sábado, 14 de fevereiro de 2009

A fé e o medo

E do nada o chão se desfez. Era o bastante, uma informação crucial e devastadora. Nada mais ele pôde fazer, a não ser ouvir. A notícia veio como um soco bem certeiro no estômago, deixando-o sem ar, sem fala. Rezar seria o bastante? Rezar faria a diferença? Isso está realmente, agora, nas mãos de Deus? Fé, ele sempre teve e sempre terá, mas o medo caminha ali ao lado, com uma linha tênue mantendo-os separados [fé e medo].
Ele quer fazer algo, ele precisa fazer algo, mas não sabe o que deve ser feito agora. Talvez tenha apenas que esperar. Alguém muito importante para ele, pode ser que suma feito pó. Prematuramente, e nada mais ele pode fazer, não está ao seu alcance. Nem nunca esteve.
Fé.... é preciso ter fé!
Fé e medo, cada um se sentou em um ombro dele. Caminham juntos agora...