Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de março de 2008

Ih, acabou?!

Tire as bandeirolas da parede, desligue o som, acenda a luz! A festa nem começou e já acabou. Mas eu nem esperava que ela começasse mesmo. Como devem saber a mãe da menina comedora de doce de leite e a própria menina vão liberar o terreno, mas como nada nesse mundo é de graça, vai duas... voltam dois ("os fazedores d'ele"). É, papis e mamis na área (que ao menos tenham trazido um mini-jesus de chocolate rsrsrs. Um não, dois!). Bem, ele não tinha muitos planos para o feriado, apenas ficar largado no sofá, ouvir música alta, comer quando quisesse, andar pela casa. Agora ele não sabe como se portar, os pais estão aí, então ele é filho, dono de casa, anfitrião? Como deve agir nesse momento? Ligou para a mãe (a dele) e a ouve dizer:
-Então depois eu vou para casa.
"Casa? Eles vão voltar para Santa Catarina? Aqui não é casa deles, muito menos a minha, mas menos deles do que minha." Esse é um problema sério, eles (os pais) acham que estão em suas casas, mas não, agora a casa é dele e da super irmã (os irmãos ao menos tentam se sentir em casa). Favor (pais) se comportar como visitas. Mas ao mesmo tempo, eles são os pais e jamais devem deixar esse posto.
Como eu disse, sendo frio e calculista, ainda não deu tempo de sentir saudades, de sentir falta. Mas ele vai conseguir lidar com isso, vai conseguir suprir a falta que os pais têm deles. Já se pode prever que os pais vaõ se meter a fazer compras, limpar a casa, arrumar os móveis (bem, menos trabalho para os irmãos).
Então, a Páscoa tá quase chegando, família unida. Agora, ele fica aguardando os seus "mini-jesuses" de chocolate para dar lucro!