Pesquisar este blog

domingo, 4 de maio de 2008

Sem título

Final de semana passou, mas sem muita festa. Apenas passou curtindo sua solidão. Sim, solidão em certos momentos é algo prazeroso e inovador.
Restam poucas horas até que a rotina seja retomada. Logo o celular desperta e então, corre para o trabalho.
Ele não sabe que sentimento é esse que hoje está tomando conta de seu corpo todo. Um misto de desmotivação, irritação, ansiedade... e algo mais que não consegue descrever. Ele ouviu há poucos dias, um conselho, partiram de duas pessoas diferentes em dias diferentes e que não se conhecem e ainda mais, ambas o conhecem muito pouco. Talvez uma delas o conheça mais que a outra. Enfim, disseram que ele deveria sair do país e tentar algo novo lá fora, uma vez que ele como dançarino de qualidade, conseguiria fácil dançar lá fora. O destino: Polônia. Ouviu ainda "sua vida está estacionada". De fato, ele parou para refletir e realmente sua vida está parada, desde quando? Ele não sabe! Está sem perspectiva, não se projeta no futuro. Não sabe o que fazer com o seu futuro. Se duvidar, ele acabará vendedor de roupas atrás de um balcão num bairro qualquer numa loja desconhecida. Deus livre-o! Não, jamais! Chacoalhe-se, movimente esse corpo e esse cérebro, você consegue.
Mas então existe mais um obstáculo, o medo! Vontade não falta de ir para o exterior e passar pelo menos 01 ano, porém, ele não pode apenas ir assim na loucura. Será que se planejar durante o restante desse ano, para uma possível viagem longa, sua vida mudará? Não sabe... ninguém sabe... mas ele quer saber, quer descobrir, quer viver!