Pesquisar este blog

quinta-feira, 15 de maio de 2008

A que ponto chegamos?!

Veja a que ponto as coisas chegaram! Ontem ele estava por um triz de mandar a mãe da MCDL ir para aquele lugar tomar chá! Não aconteceu nenhuma briga recente, apenas ele não suporta mais a figura daquela pessoa. Intrometida, chata, e vários outros adjetivos de baixo calão que possamos encontrar. Pois bem, ontem ele chega em casa e não tem ninguém (tipicamente todas as quartas, MCDL tem aula até mais tarde, então elas demoram mais). Sendo assim, minutos de liberdade a mais. Porém ele se lembrou de que as quartas a mãe da MCDL vai a uma espécie de novena, logo, se ele não está em casa, vão embora para novena Mãe e MCDL! Uma horinha de liberdade a mais! Só se ele estiver em casa, ela deixa a MCDL sob seus cuidados. (Não, não!)
O que ele fez? Deixou a casa como estava, só a luz da cozinha acesa. Colocou sua bolsa e sapato num lugar mais guardado dentro do quarto e assim que as ouviu chegar, se esconde no cantinho do quarto, de onde quem está fora não enxerga. Com medo de ser pego, ele teve a infeliz idéia de se esconder ao lado da cama, ficou ali, agachadinho, parecendo fugitivo de guerra! MCDL não o viu, mas quando a inútil da mãe saiu do banheiro, ao passar pelo corredor, não sei qual a curiosidade, resolveu olhar dentro do quarto dele, e ela sendo alguns centímetros mais alta que a filha, conseguiu vê-lo ao lado da cama. Mais curiosa que uma gata velha ela acende a luz e caminha até o lado da cama.
- Que você está fazendo escondido?
- E agora? - Ele pensava a mil por hora, mas no único rompante de idéia mais genial (?) que teve, fez de conta que estava dormindo. E não respondeu.
- Hein?! O que você está fazendo aí?
Então a velhota infeliz foi até ele ao lado cama, o cutucou, ele fez como se tivesse acabado de acordar. Estava em posição fetal, ao lado da cama. Ela insistiu:
- Aconteceu alguma coisa? O que você está fazendo aí?
Ele só respondeu:
- Ah, me deixaaaa!
- Ta bom, eu deixo!
Passaram uns cinco minutos, ele levantou fechou a porta do quarto, e se trancou lá. Ligou o rádio num volume elevado (o máximo para que ele não ouvisse o que se passava fora do seu quarto), deitou bem próximo ao rádio, para que o volume ainda ficasse mais alto, ao som de “Hard Candy” adormeceu de leve. Tão de leve que ainda pôde ouvir a velhota do caral*** batendo na porta! PORRA (desculpem por isso), não tá vendo que ele está dormindo e/ou não quer ser incomodado????
Passaram mais alguns minutos, ele baixou o volume e percebeu que ela havia ido para a sua novena e pensou que tivesse levado a MCDL junto, uma vez que, ele estava dormindo e não poderia “cuidar” da baleia. Saiu do quarto e pensou:
- Vou tomar um banho, e enquanto isso, ligo o computador e deixo baixando alguma coisa!
Ao chegar à sala, se depara com MCDL sentada no SEU computador, acessando o site da POLLY!!!!
Sem mais nada a declarar, ou então, esse post daqui pra frente só teria palavras de baixo calão...