Pesquisar este blog

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Será (?!)

   Em alguns momentos parece que você quer ficar por perto, em outros parece que prefere manter distância. Algumas horas chego a pensar que estamos recuperando a nossa conexão, em outras até acredito que é tudo coisa da minha cabeça. Não entendo o motivo de não pedir ajuda, é mais fácil se expressar do que guardar, quem sabe eu até poderia te ajudar. 
    Quando você está por perto, desejo sempre que as horas passem devagar, chega até a ser engraçado porque sinto que o mundo para de rodar, e as pessoas ao redor parecer evaporar. Depois não vejo a hora do momento da despedida, para que possamos nos dizer tchau, e então eu sentir o toque de sua pele e, com muita sorte, a maciez de seus lábios em meu rosto, como naquela canção "And the touch of your lips it's a shock not a kiss, it's electric twist" e é tão bom. Fica aquele gosto quando comemos um doce que nos deixa querendo mais. 
    Sei que devo apreciar com moderação, afinal, não quero me perder e acabar na solidão, já que muitas vezes pareço apenas um acessório, quando enjoa, sou substituído por outro que está na moda. Ainda não sei o que pensar e o que decidir. Vamos deixar assim, deixar o tempo nos guiar e o que tiver que ser, será.