Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de março de 2015

Do contra



Eu cresci tendo que ouvir "você é do contra", como aquela personagem dos quadrinhos do Maurício de Sousa - o Do Contra. Tudo porque eu tinha (e ainda tenho) opiniões, geralmente, contrárias às do restante da população que me cerca. Outras pessoas preferem dizer que são opiniões fortes e sinceras. O que importa é que tudo isso não importa, mas não pude deixar de pensar em algumas coisas que eu gosto no mundo musical e que são "diferentes" dos demais.

É só eu começar a listar as cantoras preferidas para a pessoa soltar uma quantidade de "hits" que eu nem presto atenção. Não que eu odeie as músicas, mas ao contrário de todos (ou da maioria), não são as minhas favoritas.






Vamos começar pela Shakira, conheci a cantora quando ela ficou bem conhecida aqui no Brasil, lá em 1996/1997, com o amado hit "Estoy aquí". No entanto, só fui começar a prestar atenção nela quando lançou "Antología", e mesmo assim quando me perguntam a minha favorita (apesar das várias favoritas), as pessoas ficam chocadas ao saber que não é nenhuma das duas citadas e nem "¿Dónde estás corazón?". Já que estamos falando desse primeiro disco (internacionalmente o primeiro), a minha favorita é "Te necesito". Então nem adianta querer fazer a simpática comigo puxando papo com "Estoy aquí", pois vou dizer na sua cara "ain, não gosto".






Então eu posso falar que eu gosto de Madonna, apesar da longa e vasta carreira, as pessoas insistem em "Like a virgin", "Like a prayer" ou "Ray of light". Canso da noite curitibana, pois sempre que falam em tocar Madonna, só sabem tocar uma dessas (isso quando não ficam presos apenas em "Like a virgin" e acham que ela morreu depois disso). A minha favorita? Difícil eleger uma, mas citarei uma das: "I'm in love with love", uma canção demo da era "American Life".





Vamos agora falar de Mariah Carey, a conheci mesmo quando ela lançou "Rainbow" (é claro que eu já tinha ouvido falar dela, quando lançou "Butterfly"). Logo, durante as conversas em rodas de bar em que menciono a Mariah, geralmente todos começam a derreter cantarolando "My all" ou "Hero" - apenas citando algumas. É certo que as baladas da Mariah são lindas, mas a minha favorita (uma das) é a "Breakdown" (que também é parte do disco "Butterfly"), talvez uma boa maioria também goste dessa.







Impossível não falar de Kylie Minogue sem ouvir alguém cantarolar "Can't get you out of my head", seja porque só conhece essa, seja porque ela faz parte do disco que todos consideram uma pérola (que eu discordo). Assim como toda boa bee, conheci Kylie depois desse sucesso aí, porém, uma das minhas favoritas é "I believe in you". 




Daí na festinha, ao saber que gosto de Christina Aguilera, começam a tocar "Genie in a bottle" para me agradar. E eu, sinto nem vontade de levantar da cadeira. Mais um caso em que comecei a prestar atenção na cantora depois de outro single, neste caso, "I turn to you". E a minha favorita (uma delas)? "Back in the day", mas já que citei exemplos do disco de estreia, a favorita é "Somebody's somebody".






Bem, existem mais cantoras, mais sucessos e mais favoritas que vão de encontro à maioria da população, mas resolvi finalizar por aqui essa minha lista "do contra". Se quiser saber mais sobre as músicas citadas, ou pelo menos o disco do qual fazem parte, é só clicar em cima de cada título (as minhas favoritas receberam link do YouTube). Continuem me amando ou me odiando, mas não parem nunca com a música. Até a próxima.

Imagens:
pt.wikipedia
fanpop.com
passeandopelocotidiano.blogspot.com
http://3.bp.blogspot.com/-FhDqqMC4OEM/VRtD9xB__JI/AAAAAAAAD4M/wIMKsjILCYI/s1600/Tipos-de-telespectadores-de-BBB-Do-Contra.gif