Pesquisar este blog

terça-feira, 25 de junho de 2013

Doce lembrança

Por vezes eu me pego gostando de coisas bobas e simples. Ou talvez não sejam tão bobas e não tão simples. Por exemplo, hoje eu me peguei admirando o som da chuva em meu guarda-chuva. O barulho das gotas batendo sobre o tecido me trouxeram memórias da infância, pude voltar ao dia em que eu caminhava de braço dado com minha mãe, dividindo a sua sombrinha, num rápido passeio pelo centro da cidade. Em seguida, chegar em casa meio úmido, trocar de roupa após tomar aquele banho quente e ter a minha espera um achocolatado quentinho com aquele pão feito em casa. 

Memórias, queridas memórias, o que seria de mim sem elas.