Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de junho de 2010

In wonderland

Ele ainda acredita em conto de fadas. Só que talvez, ele só viva o que quer de verdade, nesse mundo encantado, que existe apenas em sua cabeça. O mundo real não parece lhe reservar muita coisa no aspecto mágico do final feliz. A vida, em seus contos de fada imaginários, principalmente os romances platônicos, parece funcionar melhor do que a realidade. Então por que esperar pela realidade?
Ele não pretende viver sonhando, mas é menos dolorido.

In wonderland for good!