Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Escritas

Os meus pensamentos começam a fluir tão rapidamente, que a minha mão e a caneta não conseguem acompanhar a transcrição no papel. Quando me dou conta, tudo parece um grande borrão, ideias rabiscadas e quase ilegíveis e  ao "passar a limpo", tenho a sensação de que o encanto se perdeu, parece que o texto naquele novo papel com  letras legíveis não tem o mesmo signficado, a mesma essência do original. É completamente estranho, é completamente injusto já que por vezes por preferir não passar a limpo, eu acabo por não escrever, para que aquelas palavras não percam o sentido. Todavia caio em um dilema, se eu preservo o sentido das palavras para mim, em minha cabeça, sem passar para o papel, como eu farei para que outras pessoas possam sentir o mesmo efeito que tais palavras causaram em mim?