Pesquisar este blog

sábado, 2 de junho de 2012

I'm a sinner... I like it that way!

Uma vida de excessos ou quase isso. Quero dizer, o começo da vida de excessos já que ele ainda tem um montão de vida pela frente. Agora ele só pode viver de um jeito só, até que descubra outros modos de seguir em frente. Escolhas feitas no passado que não o deixam arrependido e tampouco o fazem desejar ter vivido diferente. Tudo é uma questão de escolhas, e você só vai atrás daquilo que consegue suportar e carregar. 
Por vezes os olhares inocentes pesam sobre ele, olhares conhecidos e que não mudaram em nada, mas que por alguma razão parecem pedras sobre o seu corpo. Se ele nunca se importou com opinião alheia, agora parece que elas estão sendo atiradas em sua cara e ele vê a possibilidade de dar atenção, justamente quando menos deveria se importar e continuar. Talvez seja coisa da sua cabeça também. 
Algumas vezes os seus olhos estão pesados demais para subir e encarar alguém de frente, olho no olho. Até chega a pensar que perdeu toda a sua dignidade e caráter, que tudo não passou de uma farsa e que é um hipócrita. Em outros momentos pensa que, na verdade, é um verdadeiro Titã para suportar tamanho peso sem fraquejar. Mesmo não sendo tão religioso como costumava ser, tem horas em que acredita bem na parábola que diz que "Deus não nos dá um fardo maior do que podemos carregar". Modéstia de lado, ele está correndo maratonas agora e não está sentindo nada. Ao menos por enquanto.