Pesquisar este blog

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Espertos ou malandros?

Seria o mundo, dos espertos?

Um belo exemplo de cidadania foi de um certo rapaz, que vestia uma camiseta onde se lia "musculação", passar a frente de uma senhora para entrar no ônibus, ou seja, furou a fila na cara dura. E para aumentar ainda mais a sua gentileza, sentou em um banco preferencial.

Outro cidadão, quando vai ao mercado, resolve tirar vantagem de certas coisas, alegando "ganhar dinheiro em cima de tal produto". Chega a trocar o código de barras de um produto por outro mais barato, compra leguminosas (as que se vendem por unidade) e as oculta no saquinho, onde leva três e só parece haver duas, e por aí segue a vida.

Nos dois casos, esperteza ou malandragem? Se bem que em um país onde se leva dinheiro escondido na cueca, o que é "roubar" um lugar na fila ou um produto no supermercado?

Se esse é o mundo dos espertos, eu prefiro continuar no dos otários!