Pesquisar este blog

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Memórias...

Existe coisa melhor que comida de mãe? Sim, comida da Vó! Mas acho que as duas ali competem, ou melhor, nem existe a menor possibilidade de entrar em competição os dotes culinários de mulheres tão importantes em nossas vidas. Acho que Vó e Mãe se complementam, cada uma com seu jeito peculiar de preparar coisas gostosas pra gente.
Digo isso, pois fui recebido ao chegar em casa, com duas iguarias de mamãe: pão caseiro e empadão. Eu juro que tentei experimentar outros empadões em tudo quanto foi canto, mas nenhum conseguiu superar esse empadão. A massa, o tempero, o amor contido ali, faz com que tenha um sabor inigualável e sem qualquer possibilidade de imitação.
E o que falar sobre o pão caseiro? Bem, quem já experimentou sabe bem do que estou falando, sabe que não estou exagerando ao elogiar o pão que mamãe sabe fazer, não consigo encontrar adjetivos capazes de descrever quão saboroso é esse pão!
Minha irmã foi visitar meus pais em SC, e voltou com esses "quitutes" maravilhosos. O melhor de tudo foi saber que ela se preocupou em nos enviar um exemplar de cada. Sabendo que os filhos aqui, sentem falta de sentir o cheirinho do pão saindo do forno, sentem falta de ouvir um "Deixa o pão esfriar!!!", "Tira a mão!!!" pois a gente não resistia e sempre ia beliscar.
É incrível como um simples pão caseiro pode me trazer tantas lembranças e ao saboreá-lo eu fecho os olhos e me vejo na mesa da cozinha, rindo à toa com meus pais e irmãos à mesa, todos contando histórias ou relembrando fatos engraçados em nossas vidas.
Creio, que esse pão seja a melhor máquina do tempo já inventada, revisito as memórias a cada mordida.