Pesquisar este blog

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Quero ser burro

"Me deixem ser burraaaa!"... assim como naquele quadro do Terça Insana, eu vivo repetindo isso aos quatro ventos (em pensamento por enquanto). Me deixem ser burro! Não que eu me sinta mais inteligente, mas estou cercado de intelectuais [ou pseudo] que não deixam você ter um minutinho sequer de diversão. Se você está numa roda de amigos e começa a falar que gostou de um filme, logo vai ouvir algo do tipo "A fotografia não era boa, o discurso era isso, o figurino era aquilo, blá blá blá". Qual é o problema em assistir a um filme e gostar apenas da história? Qual o problema em ouvir uma música que não é conceitual ou revolucionária? 
E agora com essa internet, o que mais temos espalhado por aí são críticos literários, de música, cinema, moda e por aí vai. Todos se sentem capazes de saírem espalhando suas blablazices por onde andam e esquecem de fazer algo simples, essencial e eficaz: divertir-se. É barato, faz bem para você mesmo e para os outros. Então, eu só quero me divertir um pouco e me deixem ser burro, por favor.