Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

A chave

Era uma tarde como outra qualquer, o sol lá fora queimava os desprotegidos e eles estavam dentro da sala de aula, aguardando a professora chegar. 
- Você trocou de bolsa? 
- É, preciso revezar um pouco, estava cansado da outra. 
- Eu acho essa bolsa bem bonita. 
- Também gosto bastante. 
E nisso ele começa a mexer em sua bolsa, pegando o material da aula. Resolve abrir um dos bolsos, sabendo que estava vazio, mas quis abrir mesmo assim. Qual foi a surpresa? Havia um objeto dentro daquele bolso. 
- Nossa! - exclamou ele - Uma chave! 
- Ué, não é sua? 
- Eu não lembro dessa chave. Como será que ela veio parar aqui. E não é a chave lá de casa, é diferente. 
Apesar da descoberta nada fenomenal, afinal, aquela chave poderia ser de alguma casa antiga onde morou, ele ficou a se perguntar qual porta aquela chave abriria, de qual das casas que poderia ser. E muitas memórias vieram à sua mente, fez uma enorme viagem no tempo. 
O próximo passo será descobrir à qual porta aquela chave pertence. E o que essa porta, depois de aberta, teria reservado para ele.