Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de março de 2009

As Palavras

Num universo paralelo habitam as palavras. Elas convivem harmoniosamente.
Umas grandes, outras pequenas, algumas curtas e outras bem longas.
Existem palavras alegres e também aquelas tristes, existem algumas ásperas mas também aquelas singelas.
Têm palavras que sozinhas não servem pra nada, mas têm aquelas que sozinhas querem dizer muito. Existem aquelas que só podem vir acompanhadas e tem aquelas que preferem aparecer em grupo.
Existem as palavras que são bem úteis para quando estamos amando e têm aquelas que adoramos usar quando precisamos odiar.
Algumas são rudes e outras acalentam, umas nos ajudam a dormir e outras nos obrigam a acordar.
Têm as palavras que matam nossa fome e têm palavras que nos parecem uma canção.
Existem as palavras amargas e aquelas bem doces.
Palavras que podem causar uma guerra e uma única que pode trazer a paz.
Palavras que fazem amigos e que também podem trazer inimigos. Palavras para nos fazer sonhar, palavras que são feitas para realizar. Palavras que nos fazem criar e palavras que servem para desarmar.
Por fim, elas estão lá em seu Universo a desempenhar o seu papel: ditas ou escritas, são a nossa melhor forma de se expressar.

quarta-feira, 25 de março de 2009

Quase que vai para o além

E dessa vez ele quase vai para o beleléu...

Exageros à parte. Porém, mais uma vez a dona amidalite lhe bate a porta. Só que dessa vez veio mais potente, mais nervosa, veio com tudo e o derrbou com um único golpe. Nem tomar Benzetacil resolveu muito.
Foram três dias sem conseguir comer, só tomando água. Foram também três dias ou mais sem conseguir falar. E a febre de 38º que não queria passar.
Mas por fim, ele sobreviveu para contar a história. A Benzetacil ainda dolorida no seu traseiro, a fome que aperta para suprir os três dias de ausência. Com a complicação de que seu paladar está alterado (pode ser que seja do medicamento). Ele sente a comida totalmente hiper salgada e as coisas doces, ou estão amargas ou faltam açúcar. Tudo bem, logo ele volta ao normal.

sexta-feira, 13 de março de 2009

no title

E assim a vida segue. Nessa selva de pedra.
Descobri que é cada um por si e salve-se quem puder. O que é meu... é meu e o que é seu... foda-se!

Preciso rever meus conceitos e reaprender a viver num mundo cão!

sábado, 7 de março de 2009

No purgatório

Ele chega ao estabelecimento por volta das 08:30AM. Se dirige à recepção daquele purgatório e pergunta:
- Vim dar entrada no meu Seguro desempr...cofcof
A recepcionista:
- Já tem todos os documentos xerocados?
Mas oi? Por que não avisam essa porra antes???
- Não, nem sabia que tinha que xerocar nada!!!!
- Então, aqui está a lista dos documentos, sua senha é essa (ela circula o número 86) e aquele é o painel que vai te chamar (e estava no número 23). Tem uma loja aqui ao lado que tira xerox.
Que tesão! Ele pensa.
Então parte para o fatídico xerox, ao notar a tal loja, uma fila para estádio de futebol. Decide procurar outro lugar, pois aquele não era o único canto para se tirar xerox ali bem no centro da cidade. Ele anda, anda, todos os outros lugares fechados (tesão ¬¬).
Quando ele pára no meio da calçada, ainda perdido, olha para os lados assim sem esperanças e por sorte percebe que tem um mocadinho que tira xerox e está vazio, ele corre!
Ufa, missão cumprida. Ele volta ao purgatório, e está na senha trinta e alguma coisa. Então ele tira seu livro de Ética da bolsa e "simbora" resumir pra fazer o trabalho. Logo bate o sono, uma vez que ele não havia dormido a noite. Termina o seu resumo, se debruça sobre as pernas e adormece.
Acorda num susto, achando que já tinha passado a sua vez, mas estava na senha cinquenta (aqui jaz um trema) e alguma coisa.
Pensou que demoraria mais, contudo, demorou o bastante para suportar aquele purgatório.
Enfim, 11:30h ele já se encontrava em casa, mais derretido que picolé no asfalto, ele só tem forças para trocar de roupa e desmaiar para recuperar as energias e ir para a faculdade à noite.

sexta-feira, 6 de março de 2009

Sem título

Dessa vez sem mostar o balanço do feriado, como de costume! Ainda mais que o feriado já se foi há um certo tempo.
Vamos mudar de assunto! Ele ganhou um selo, de sua amiga Rafa, de quem ele acompanha o blog e se mata de rir com as loucuras que acontecem em sua vida. Apesar das instruções claras contidas sobre como usar o selo, ele confessa que está na dúvida de como proceder agora. Ficou super feliz pela indicação. Esse selo é um “prêmio dado aos blogs que demonstram grande atitude ou pelos quais você tem gratidão”. Pensemos, ou eu demonstro grande atitude ou ela tem muita gratidão por mim hehehe...
A parte difícil vai ser escolher no mínimo dez blogs para indicar esse selo, sendo que ele tem pouco menos de uns 5 blogs que acompanha.. e agora? Que dilema.

Falando em dilema e mudando de assunto novamente, ele achava que sabia fazer resenha. Mas resenha é um bicho que dá dor de cabeça. Mas nem tudo está perdido.

Bom início de ano para todos, pois agora é que o bicho pega de verdade.

Ah sim, seeking for job desperately... é, ele ainda não conseguiu uma nova forma assalariada de viver... está muito difícil, seja o que Deus quiser.