Pesquisar este blog

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

E vem o ano novo!

Todos se preparando para fazer a contagem regressiva... quando chegada a hora!
Ele faz contagem regressiva para sair desse inferninho no meio da terra. Mas ainda tem mais esse resto de semana pela frente. E ele descobre que o último minuto do ano terá 01 segundo a mais... e mudou sua vida ao saber disso!
Então a gente começa a contar de trás pra frente, começando pelo onze... hehehehe, brincadeira!
É... morte e vida Severina! E ele ali numa lan house. Pega um computador bichado e passa vírus no msn e no orkut da galera.. que divertido!
Seria esse o primeiro karma de final de ano que ele passa? Meus Deus, como entrar no ano novo desse jeito? Vamos rezar, comer lentilha, pular ondinha, usar branco, jogar barquinho na água pra se ano que vem melhora.
Ao menos, ele tenta se divertir, caminhando sozinho por ruas sem nome (sim, a maioria não tem placa) e algumas ruas sequer asfaltadas são... mas ele caminha! Para onde, ele não sabe, apenas anda e se perde em seus pensamentos que o levam a lugares mais distantes e mais promissores do que onde ele se encontra agora.
Mas então, a realidade volta... ele volta para o mundo real, e passa a sonhar em poder viver na sua fantasia...
Ele espera que sim!

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Nossa! Super Natal ¬¬

Que Natal memorável. Ele já suspeitava que seria tudo de bom. Vejam as evidências:
1. Natal no litoral, programa de índio perfeito.
2. Os pais trabalhando demais na lanchonete, junto com uma das super irmãs.
3. Calor insuportável, pessoas fedidas e bêbadas.

É, o melhor Natal de todos os tempos. Na véspera de Natal, como tudo combinado, passariam na lanchonete, pois diz a lenda não teriam mais clientes (ele duvidou). Mas lá se foram, cheirosinhos, ele o cunhado I e a irmã (a casada com o cunhado I, claro!) e a pequena-grande criança. E ficaram esperando, esperando, esperando. Chovia, sinal de que ficariam somente eles e então poderiam fazer a ceia. Eis que a chuva passa, e o céu limpa e a lanchonete enche. E eles ficaram lá esperando e nada. Cada vez mais cheia a lanchonete, o plano foi por água abaixo. Ele até se esqueceu, já havia passado da meia-noite faz tempo, então ele somente se virou para irmã e foi a mesma coisa como se tivesse dito "meu cabelo é preto" ele falou:
-Feliz Natal.
E recebeu um obrigado. Levantaram, pegaram a ceia já gelada e levaram pra comer em casa, então ele, o cunhado I, a irmã e a pequena-grande criança comeram e foi um Natal super feliz. Nossa! Invejinha dos tempos que ele era criança e Natal ainda tinha espírito.
Então, duas Smirnoff Ice depois, ele resolveu tomar uma Bohemia que estava na geladeira de casa, não sei se estava bêbado ou apenas abobalhado, ele comenta com a irmã:
-Nossa, Bohemia é mais amarga que a Skol (pausa pra reflexão)... mas é mais doce.
Alguém entendeu? Nem eles. Apenas começaram a rir e não pararam mais.
Ah, claro! Ele ganhou duas camisetas maravilhosas e uma revista da Madonna, aquela da TAM. A melhor parte do Natal. Ele não é tão materialista, mas o que salvou a noite foram os presentes.

Agora vem o ano novo. Como será? Talvez ele se entregue para Iemanjá.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

E eu fui....

Eis que eu estava lá em SP, chegada a hora do almoço, e eu já nem acreditava que eu estava indo lá, para vê-la.
Dado 14h no relógio e sem mais nada pra fazer, resolvemos ir pra fila. E andamos, andamos, andamos e de repente avistamos altivo o Estádio do Morumbi. E eu ainda sem acreditar que tudo aquilo estava acontecendo.
A fila estava enorme, e andamos e andamos até chegar no final dela. E por incrível que pareça, as horas passaram muito depressa, quando eu vi, minha fila já estava andando e eu já estava dentro do estádio. Não foi sofrido ficar na fila como eu achei que seria.
Meu Deus, e quando chegamos para ficar na fila, estavam testando o som, e pude ouvir "Candy Shop" e em seguida "Beat goes on", já quase tive uma parada cardíaca ali mesmo, na fila.
Enfim, dentro do estádio, sentadinho, o negócio foi esperar dar 20h. E em ponto, começa o DJ Paul Oakenfold (espero ter escrito certo), ficou quase 1 hora tocando e ninguém se animando. Saiu sob vaias.
Então finalmente começaram a dar os últimos ajustes no palco, e meu senhor amado, quando as luzes do estádio apagaram, tudo veio abaixo. Eu já não ouvia mais nada, eu só gritava, só pulava, aliás, o estádio inteiro.
E quando o telão de Madonna acende, fazendo a fábrica de doces funcionar, e vemos aqueles telões se fatiando, e se movendo como se tivessem vida. E então, um deles gira e lá está ela, sentada em seu trono. Essa hora minha voz já tinha abandonado meu corpo, eu já não conseguia mais gritar, nem sei se aquela voz que saía de mim, me pertencia.
Eu gritei, cantei, dancei em todas as canções. Madonna perguntava coisas e eu respondia com toda a força que eu tinha, como se ela fosse capaz de ouvir pela distância que eu estava dela.
Foi um show perfeito, não porque sou fã, mas acho que até quem não é fã ficaria boquiaberto com a produção e a perfeição, tudo bem cronometrado, não parava de tocar música um segundinho sequer.
Em "Miles Away" eu não agüentei, e quando chegou no refrão da canção eu chorei! Chorei por lembrar de todos aqueles que eu amo e não estavam ali por perto, estavam miles away de mim.
E então, quando eu estava no ápice do meu momento, o show já tinha acabado, foram as duas horas mais curtas que eu já vi na minha vida. Passou tudo muito depressa e agora num piscar de olhos, já estou de volta à minha cidade.
Quero mais, quero de novo. Eu iria seguidas vezes, entraria em estado de falência, mas eu iria repetidas vezes, perderia minha voz e ficaria com dores na garganta mais vezes. Valeu a pena!

Amigos todos que estavam na torcida e expectativa, dancei e cantei por todos vocês, como pediram.

"I'LL BE YOUR ONE STOP, CANDY SHOP!!!"
STICKY & SWEET TOUR 2008... eu fuuuuuuuuui

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

É amanhã!!!!

Ai meu Deus. É amanhã!!!!!
Estou praticamente em transe, não consigo pensar em mais nada, só nisso. Conto cada segundo, desejando que hoje já fosse amanhã, mas ao mesmo tempo quero que passe devagar para eu poder aproveitar cada minutinho e quisera eu que fosse pra sempre o dia de amanhã.



Cantarei, pularei, dançarei por todos que pediram e que não podem ir ao show. "voguearei", entrarei no "beat goes on", contarei os "4 minutes", viajarei por "La isla bonita", serei levado além do "Borderline", e "Give it to me" vou me divertir por todos nós!

Meu presente de Natal para mim mesmo:




fonte imagem: 3.bp.blogspot

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Muito feliz!

Quem inventou que o apego às coisas materiais é pecado, com certeza não tinha dinheiro pra comprar! Porque é muito booooooooooooooooooooooom!
Ontem para me alimentar mais esse consumismo que possuo, ganhei de presente de natal-da-amiga-secreta um livro e um DVD. Eu pirei! Duas coisas que eu perco o controle quando vejo nas prateleiras (a terceira são CDs).
Fui magnificamente presenteado com "A menina que roubava livros" e muito bem alimentado com o DVD "Na cama com Madonna" (artefato raro, sempre procurei e sempre esgotado).
Foram três surpresas, uma ao saber que ela tinha me pegado como amigo-secreto e duas ao abrir o pacote de presente.
E pensar que esse meu consumismo quase me fez duplicar esse meu dvd, ainda bem que ela estava junto e não me deixou comprar, disse que eu tinha que controlar meus impulsos. Mas por um triz eu não comprei "na cama com Madonna".
Viva o apego às coisas materiais, acho luxo! Viva o amigo-secreto que nos surpreende mesmo a gente tendo feito a lista de desejos!
Viva! Viva! E mais uma vez meu muito obrigado à você, dona Gê.

sábado, 13 de dezembro de 2008

I'll be your one stop!

FALTAM 07 DIAS!!!

Já não penso! Só ouço...

Créditos imagem: img2.timeinc.net

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Previsões

Às vezes esses horóscopos me assustam:

Nesta fase do ano você se torna ainda mais reservado e introspectivo do que já é. É como se você precisasse de certa reclusão para colocar alguns sentimentos e emoções em ordem para conseguir entender e levar adiante novos planos ainda embrionários. Dessa maneira acontece a transformação. (by Terra)

Como eles adivinharam que ando meio recluso? Eu hein....

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Fim de ano

Já não se faz mais finais de ano como antigamente!

Onde foram parar os amigos, os bares, as risadas, as fofocas?

Onde foram parar os tios, o amigo-secreto, a família?

Onde foi parar o frio na barriga, a ansiedade pela noite do dia 24?

Onde eu fui parar?

Procura-se...

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

preciso mudar mais...

Estou cansado!

Posso dormir por 365 dias sem parar?

Obrigado, me acorde em 2010.

Horóscopo by Terra:
"Através do amor e da alquimia profunda você começa uma nova fase em sua vida. As mudanças serão tão lentas que às vezes você nem se aperceberá delas. Mas certamente há algo acontecendo bem no centro de você. O estabelecimento de vínculos mais sólidos está previsto para esta fase."

Vai saber...

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

"Lady" Murphy

Ele sempre deixa seu celular no vibra call, sempre! Mas, como tudo pode acontecer, ontem a noite ele deixou com campainha e esqueceu de voltar o celular para o vibra call.
Acontece que hoje sua chefe pediu que fosse aos correios. E lá vai ele, só que deixou o celular no escritório e adivinhem só?! Sua chefe manda uma mensagem no seu celular. Até aí tudo bem, tudo tranqüilo, exceto pelo fato de que a campainha do seu celular para quando receber mensagens é a seguinte música: (fechem os olhos)

"tem uma mensagem na puta do telefone
tem uma mensagem na merda do telefone
tem uma mensagem na puta do telefone
Filho da puta é melhor "lê" lá agora!" (E pra ajudar ainda tem bis!)

Quando ele voltou a chefe disse: "Mandei um torpedo no seu celular", e ele se lembrou que tinha deixado o celular na campainha super discreta, e a chefe completou "e tocou uma musiquinha meio louca".
Ele morreu de vergonha e sua chefe riu, pediu pra tomar cuidado, pois poderia ter um cliente no escritório da próxima vez.
Se tivesse um buraco, ele tinha se enterrado! Ah tinha!

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Hoje é dia de festa!


Ela detesta surpresas. Detesta recebê-las, mas fazê-las é seu hobby.

Como ele não é bobo, não fará surpresa para ela, apenas um post dedicado. Pois hoje é o aniversário da amiga-colega, a Gê. A amiga-colega que esteve tão presente nesses últimos momentos na vida dele, que fez papel de mãe, irmã, amiga, colega, conselheira e sempre dá uma mãozinha nas horas de aflição que ele venha a ter.

É uma data muito especial, devemos comemorar, mas ela tem a tradição de passar a data com a família e esse ano não poderia ser diferente (ou poderia?). Celebraremos o dia de hoje com parabéns à você nessa data querida, seja sempre feliz e que tenha muitos anos de vida!
Te desejo toneladas de chocoalte!
Crédito da foto: comunidade.cn

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Responda pra mim...

O que é amar?
Sentimento esse que parece ter se tornado tão banal. Falar "eu te amo" hoje em dia é tão normal quanto dizer "vai chover amanhã".
Mas, é possível a gente amar mesmo sem conhecer? É possível amar, mesmo que a gente se conheça há poucos meses? É possível amar, no real sentido, sem que pensem que estamos sendo banais?
Eu amo, tu amas, eles amam, nós amamos!
Para mim, amar é você gostar muito de alguém incondicionalmente, acima de todos os defeitos que você enxerga, e assim mesmo ainda manter muita afeição por alguém. Certa vez vi que se você não sofre, então você não ama. Pois o amor é como uma doença, que nos faz mal. Mas e quem disse que eu não sofro? Quem disse que não sinto aquele aperto no coração e morro de saudades quando ficamos sem nos falar? Quem disse que não sinto vontade de chorar ao pensar que estou sozinho aqui e uma distância nos separa? Quem disse que quando tenho vontade de sair, não acabo pensando se a gente poderia sair junto? E quem disse que já não enxerguei seus defeitos e mesmo assim, passo por cima disso tudo?
Então eu amo. O amor não tem data para acontecer, nem fórmula para seguir. Ele simplesmente acontece, ele te deixa feliz mas com dosagens de lágrimas e certa tristeza. Pois se você pensar em quem você ama, seja amigo, familiar ou seu amor mesmo, e você só sentir alegria, então, você ainda não sabe o que é amar!
Você sabe o que é amar? O que é amar?
Eu sei que eu amo.

E esse post dedico à todos os amigos (vocês sabem quem são vocês), familiares (idem) e à você (que também sabe muito bem quem você é).

Então bom natal (?)

♫ É natal, é natal,
Pega na minha rima...

E praticamente estamos em clima de natal. Casas enfeitadas, pisca-pisca no telhado, correria para comprar presentes para os amigos, familiares e amigos-secretos. Quem presentear? Quem fazer de conta que a gente esqueceu? Qual o nosso saldo bancário? hehehe...
Esse ano ainda não sei como será o meu natal, é o primeiro ano onde as coisas ainda não foram definidas com ao menos 01 mês de antecedência. As coisas estão mudando, já não se fazem mais natais como antigamente, onde nessa época, praticamente meu coração estava todo embriagado e contagiado pela alegria do natal que estava por vir.
A Madonna também é grande culpada, pois estamos todos focados nela e nem pensamos no depois, às vezes eu esqueço que, simplesmente, cinco dias após o show que irei já é natal.
Ao mesmo tempo que ainda consigo me contagiar com um pouco espírito de natal que resta, preciso passar por um dia triste: 23 de Dezembro. Data em que nos deixou meu avô, data em que ele resolveu se despedir eternamente e foi o último natal em que ele conseguiu reunir a família despedaçada, lá em 2006. Não posso negar que ainda me vêm lágrimas aos olhos ao olhar para o calendário e enxergar aquele número 23, bem ali, em dezembro. Será que eu poderia passar uma tinta em cima da data no calendário, ou proibir o dia 23 de dezembro de existir? Mas, bola pra frente, o show não pode parar.
Voltando ao tema desse ano: meu natal está todo desconfigurado. Já não vivo com meus pais, aliás, não vivo com mais ninguém. Nem minha irmã vive comigo mais. Sou eu e eu, um caso de amor eterno e sem danos! Existem propostas, uma delas é ir para um certo litoral e quem sabe fazer um biquinho em um certo restaurante. Mas, hein?! Ele quer férias, por favor!
Dezembro, Madonna e é a primeira vez que vai entrar em férias num emprego. Viva! Que final de ano interessante.
Presentes? Sinceramente, ele quer amigos, risos e festa. Sinceramente, ele quer reviver aqueles dias em que o natal tinha espírito.