Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de abril de 2008

Isso tem cara de festa...!

"E vai rolar a festa, vai rolar..."

Notícia mais que demais! De repente a mãe da MCDL diz:
-Depois de amanhã, terei que acordar super cedo!
-Por que? - ele pergunta.
-Por que vou para Itapoá!
Virgem Santa abençoada seja, ele ainda sem entender mas entendendo, fez perguntas para confirmar o que ouvia:
-E vai quinta?
-Sim!
-Vai ficar lá até domingo?
-Sim!
Quase, quase que ele começou a pular pela sala gritando "Yupiiii Yupiiii", mas claro que mais uma vez ele se controlou. Que emoção, em uma semana, praticamente dois feriados enormes, quero dizer, nesse agora, que é só quinta, ele passará mais 04 dias sem MCDL e sua mãe.
"É um sonho, só pode, me belisca!"
Mentira, não belisca, ele acredita!
'Bora decorar a sala e fazer, botar a geladeira pra fazer mais gelo, tragam as bebidas... o espaço tá livre! Vamo, vamo!
É isso, felicidade chegando, sonhos se tornando realidade... huahauahuahuaa....


segunda-feira, 28 de abril de 2008

Dias agitados...

Quarta-feira. Ele foi informado que seus pais se encontravam na cidade, e estavam em sua (da mãe da MCDL) casa! Foi uma notícia boa, pois ele já sentia saudades dos pais.
Sexta-feira. Mãe da MCDL agora toma conta também da MCDL II, que antigamente, quem tomava conta da MCDL II eram os pais dele. Logo, se encontravam no apartamento: Pai, a Matriarca, Mãe da MCDL, a própria MCDL e a MCDL II. Uau, quanta gente, vamos celebrar? Não, não vamos! Quase perto do horário em que a Cinderela volta a ser Gata Borralheira, a campainha do apartamento toca e então chega mais um criancinha, a Menina Que Come Nada (MQCN). Incrível, tinha bolo de chocolate, chocolates, pão, a menina recusou tudo. Criança simpática, adorável. O único problema foi a soma: MCDL + MCDL II + MQNN x brinquedos barulhentos (laptop da xuxa) = bagunça na certa!
Ele sugeriu:
-Vamos abrir uma creche?
(risos geral)
Sim, pois por mais dois dias essa rotina se repetia, na hora marcada chegava a MQCN e na hora marcada ela sempre estava indo embora. Passaram algumas horas com a casa lotada: MQCN, pais, irmã, cunhado II, ele, MCDL e sua mãe e MCDL II (vale lembrar que a MCDL II, não é fissurada tanto assim em doce de leite, mas como criança, ela adora um doce né, então deixei com mesmo nome da "primogênita" MCDL, talvez logo eu consiga um apelido adeqüado).
Agora, segunda-feira. Os pais se foram, a MCDL II também, talvez MQCN nem apareca à noite e talvez ele nem veja a irmã também (ela chega ele está dormindo, ele sai para trabalhar e ela está dormindo).
Uma vida cheia, que fica vazia, mas felizmente, vazia do contato físico, pois no coração, a vida está lotada e aquecida. Muitos amigos, muito carinho para/de todos, muitas saudades...

terça-feira, 22 de abril de 2008

Para perguntas idiotas...

Lá estava ele, sentado em frente o computador, aproveitando suas últimas horas de liberdade. Logo chega a MCDL acompanhada de sua mãe.
Nesse fim de semana de três dias, ele lavou roupa. Claro, ele lava roupa também, não todos os dias pois a mãe da MCDL já o faz, não tem como ele fazer junto, só quando fica sozinho.
Pois bem, a mãe da MCDL sabe que só ficou ele em casa e mesmo assim, fez uma pergunta besta numa hora errada (ele estava com os fones de ouvido, vendo filme no computador). De repente ele ouve:
-ÔU, ÔU!
Ele resolve olhar (será ela burra e não vê que ele está vendo filme?):
-Que? - perguntou ele.
-Quem lavou roupa? Você?
-Foi a vizinha! - respondeu ele.
-Êiia! Pensei que talvez pudesse ter sido a sua irmã.
-Você sabe que ela viajou também.
Então, silêncio! Passadas algumas horas, a irmã chegou, foi ao computador. Ele se levantou, foi até o forno e pegou um pedaço do bolo que havia preparado (vide post anterior). Sentou no sofá e ouviu a mãe da MCDL:
-O que é isso?
-Cocô!
-Êia!
-É um bolo, não está vendo? Eu sei cozinhar também.
Então a mãe da MCDL tentou levar na brincadeira e disse:
-Ui, que nojo, comer cocô.
A mãe tentou manter uma conversa com ele, mas sem muita paciência logo a ignorou e começou um diálogo com a irmã. Finalmente a mãe da MCDL foi se deitar e finalmente deixou ele em paz.

domingo, 20 de abril de 2008

Balanço de Feriadão (Liberdade!)

1 Caixa de Bombom
1 Barra de chocolate Hershey's Special Dark - com menta
2 Latas de Condensado, 1 delas usada para cobertura do bolo
1 Bolo Chocomenta (de caixinha, mas foi eu mesmo quem fez)
1 Garrafa de vinho do avô consumida em dois dias, moderamente e socialmente
1 Litro de leite com nescau
1 Caixa de suco del valle de Uva
Horas infinitas em frente ao computador (principalmente na comunidade de Supernatural Brasil)
Baixando temporadas do X-men (não consegui tudo ainda, estou triste)
Pelo menos 10% de todos os cds ouvidos (nem ouvi metade das músicas, acho que poderia ficar uma semana ouvindo direto pra dar conta de tanta música)
Alguns litros de suor de tanto dançar pela sala
Dormi quando o relógio marcou 07h AM
Macarrão com ovos mexidos (mmm, eu gosto tá!)

Nem tudo foi consumido ainda. Restam uns bombons na caixa, um pouco da barra de chocolate, 01 lata de leite condensado e mais dois litros de leite e mais 02 latas de nescau. E é claro, o bolo, ele não deu conta de comer uma forma toda... vai deixar um pouco para a MCDL e sua mãe, e óbvio, para a sua irmã amada!

FELICIDADE SEM FIM, UM FINAL DE SEMANA MARAVILHOSO QUE VAI DEIXAR SAUDADES, MESMO TENDO PASSADO SOZINHO...

...quero mais!

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Três dias!!!

"Fim de Semana é sexta-feira
No final do expediente
A gente enrola
A gente reza prá acabar
Bababá! Barababá! Bababá! Barababá!..."

Quem nunca dançou essa música, sonhando com mais um final de semana de descanso, que atire a primeira pedra... Calma gente, um de cada vez!

Falando em final de semana, vale lembrar que esse será um final de semana de três dias. Pois é, segunda-feira é feriado, mas eu idealizarei a minha utopia que de fato, deveríamos ter 03 dias de final de semana, e não apenas dois, que injusto!

Finalmente ele terá três dias livre, sozinho, alone, solo. Ele, ele mesmo e mais ele de novo. No ap., e vai rolar a festa? Não talvez não, talvez ele queira apenas ficar curtindo seus dvds, seus cds, ligar a tv quando quiser, comer quando quiser, dormir quando quiser. E nesse tão sonhado final de semana de três dias, ele vai realizar uma vontade há tempos desejada: ficar sozinho! Lembrando também que a MCOP, volta a ser MCDL. Mas como a mãe da MCDL resolveu fazer cabo de guerra financeiro, a MCDL está sem seu doce de leite. Vamos ver quem vence! Uma aposentada endividade, ou ele, jovem com emprego bacana e cuidando das finanças. A mãe da MCDL quer pagar de pobre, então que morra de fome, ele não irá mais sustentar vício de obesidade, quer engordar a menina, compre seu próprio doce de leite e com seu dinheiro. Com fome, ele não fica mesmo, ele sabe se virar e administrar as suas finanças. Pobre MCDL e sua mãe que se faz de morta pra comer o coveiro. Ele tem os dois olhos bem abertos pra ela, tome cuidado!

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Quem é a famosa?

Muito bem, pelo visto todos reconheceram quase todas as famosas presentes nesse título do blog. Mas creio que devam se perguntar "quem é aquela ali, entre Aguilera e Madonna?"
Pois eu respondo:
Senhoras e Senhores, é com grande orgulho que vos apresento NEECK SOSO!
Talvez ela nem use mais esse nome artístico (tanto que a foto é assinada por Joaquina), mas acho que lhe cai tão bem. Ela é camaleoa, à-la Madônica, mas ela troca de nomes, cada nome se adpata perfeitamente à ela, como suas roupas em seu estilo único. Com sua caixinha de música nos faz refletir e ao mesmo tempo nos faz rir com seus pensamentos e idéias.
Onde encontrá-la? Na Capricho desse mês, corre lá, aproveite enquanto a fama não a deixa sem tempo na agenda. Logo ela só poderá te dar autógrafos ou quiçá mandar um beijinho (mas bem de longe, ela é comprometida). Se não puder na Capricho, vá para a sua caixinha de música.
Se perca, se encontre e se encante no mundo de Neeck Soso, há um blog de distância.

Fim de Semana na Mata (O Domingo - final)

O almoço foi servido. Os carnívoros voaram por cima da mesa para conseguirem seu pedaço de carne (isso me lembra uma amiga de um blog vizinho, a Neeck e sua caixinha da música). Almoço esse fora dos planos, uma vez que os visitantes inespereados vieram em bando, tiveram que fazer um churrasco improvisado.
Após encherem a pança feito animais, ficaram esperando por algo a mais. Seria o bolo? Já que era o aniversário da Matriarca, lógico que teria um bolo. Mas tudo muito bem planejado pelas estrelas principais desse "Fim de Semana na Mata", apresentados no primeiro episódio. Foi planejado que o bolo ficaria para quando os inesperados fossem embora.
As freiras muito inteligentes, sacaram a jogada e partiram alguns minutos depois de terminarem seu almoço (muito bem, pegaram a mensagem no ar). Já os nordestinos (ômi seu minino!) insistentes, ficaram roendo ossos até constar que não havia mais carne. Ficaram rondando o terreno esperando uma palavra amigável como: o café está na mesa. Visto que nada disso iria acontecer, foram visitar a irmã da Matriarca que morava ao lado. Excelente! Ficaram somente eles na casa, exatamente como no sábado pacífico. Mas então, cunhados, irmãs, ele e as MCOPs foram à praia novamente, com a esperança de que quando voltassem, o restante deles teria ido embora. Começou a chover, logo a brincadeira com as ondas das MCOPs teve fim e tiveram que retornar. Virando a esquina, susto e desgosto, o carro dos nordestinos continuava parado em frente à casa da Matriarca. Mas ufa, foram embora alguns minutos depois: o pré-adolescente fashionista, a irmã da vó, o irmão da vó, a esposa do irmão (a gralha) e as duas crianças terrorzinho de feias.
Seguindo com o plano, assim que eles viraram a esquina, eles (as estrelas desse show) iniciaram um belo café da tarde com direito a bolo de aniversário feito pela Matriarca (mmmm delícia de bolo).
Mesmo tendo todos esses "contratempos", foi um final de semana divertido e gostoso em família, algo que ele jamais havia experimentado há um bom tempo. Agüentaram freiras e nordestinos inesperados, tudo pelo bem e felicidade da Matriarca. Ela merece!



COM VOCÊS: A MATRIARCA!

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Fim de Semana na Mata (flashback)

Sábado à noite, sem nada pra fazer. Resolveram passear: cunhado I + Tita, cunhado II + Lele, ele + Lucy + Billy.
nota: Lucy e Billy são cachorros.

Precisava ver a cena, andando pelas ruas [ruas?], (e por ser um local meio afastado de civilização, lógico que tinham mais cachorros na rua), os casais de mãos dadas e ele... com os cachorros. Algumas vezes teve que pegar o Billy no colo para evitar brigas, o vira-lata tamanho pintcher pensa que é gente e sai enfrentando cachorros maiores que ele. A caminhada foi curta, acho que andaram uns cinco minutos ida e completaram com os outros cinco minutos no retorno.
Tinha mais alguém andando com eles aquela noite, será que era a prima deles? Agora não se recorda.
Então voltaram para casa, cada um se jogou em um canto e trataram de continuar fazendo nadinha de nada.

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Fim de Semana na Mata (O DOMINGO - Parte I)

NOTA: quando eu disse que sábado não teve nade de especial, pareceu que eu disse que foi um sábado chato. Não foi isso! Eu quis dizer que não teve história com cara desse blog... para fazer rir!

Estava ele sonhando, que estava nos Estados Unidos, numa linda casa com um lindo jardim (tipicamente americano). Eis que é acordado ao ouvir uma gralha:
-VAAAAAAAAAAAAMO VAAAAAAAAAAAAAAAAAAMO!
Aproveitando o sonho americano ele acorda pensando:
-Oh shit! Mutherfucker! Son of a bitch!
Ele acorda, o quarto todo vazio, sem as MCOPs, sem os cunhados, sem a Irmã II. Mas com a Irmã I, que também foi acordada pela gralha maldita e estava tão bem humorada quanto ele.
-Quem está aí? - ele perguntou.
-Aqueles parentes lá da Vó. ODEIO GENTE QUE VEM SEM AVISAR! - disse a Irmã I.
-ODEIO TAMBÉM. TODOS ELES!
Eis que ele sai do quarto, e em poucas horas, os visitantes inesperados retornam da praia. "Ômi seu minino!" (imagine os 'cabra da peste' com esse sotaque, todos eles), segue a lista: irmão da vó, esposa dele, duas crianças terrivelmente feias, um pré-adolescente "fashionista", a irmã da vó. Eles eram os visitantes inesperados (se tinha mais alguém, ele não notou).
Ê beleza! Parecia festa na "láji", as pessoa zanzandu prá lá e pra cá. Talvez descobriram que era aniversário da Matriarca e resolverem comer de graça, pois talvez levem a ferro e fogo o ditado "Onde come 01 comem 18" (se o ditado estiver errado, perdão). Quando tudo não podia ficar pior, eis que fica terrivelmente pior, ao olhar para o portão pensou ter voltado no tempo do Brasil Colonha, com frades e freiras perambulando por aí, envagelizando todo mundo. Entram em carreirinha três irmãs, com seus vestidos (túnicas ou hábito?) marrom bombom.
-Missa solene? - pensou ele
Não não... mais uma vez o ditado sendo colocado à prova!
Ele estava de óculos escuros (aprendam, se ele coloca os óculos escuros quando não tem sol, não se aproxime dele pois ele pode morder). Eis que o irmão da vó (nota: eles são irmãos da vó, mas são novos, acho que não passaram dos 50 ainda) resolve fazer gracinha. Ele todo educado foi cumprimentar o visitante (ômi seu minino!):
-Olá, boa tarde! Tudo bem? - ele cumprimenta.
-Tudo! Tá parecendo o José Rico? (da dupla Milionário e José Rico, brincadeira idiota feita somente pelo fato dele usar os óculos escuros). Não sabe se foi exatamente essa a fala do nordestino, mas ele não deu muita atenção, então não se lembra.
Ainda sem saber se aproveitava e empurrava a cadeira onde se encontrava sentado esse ser, pois ele iria cair diretamente na churrasqueira improvisada no chão, ou se pegava uma lata de cerveja e enfiava pelo nariz do cidadão, ele simplesmete deu um riso falso e foi se sentar longe.


TO BE CONTINUED...

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Fim de Semana na Mata

ESTRELANDO:

Na ordem: Cunhado II, Irmã II, Cunhado I, Irmã I, Pai e A Matriarca



Sábado pela manhã. O sol fez questão de acompanhá-los até o destino. Não faltava mais nada, sol, areia, mar, macarrão de forno da mamãe. Seguia a calmaria. Parecia férias, mas era apenas um final de semana (que pena!).





À tarde foram dar uma salgada na pele branca de gente da cidade, mas só as duas crianças mesmo entraram na água, a MCOP (para quem não lembra, é a Menina Comedora de Ovos de Páscoa, antiga MCDL) e a sua companheira a MCOP II. Ah, vale ressaltar que o cunhado I e o papai também resolveram brincar com as ondas do mar. As duas MCOP tão volumosas estão, que Green Peace estava preparando resgate de mamífero encalhado, mas logo se deram conta do alarme falso.




Logo os adultos se aninharam num tronco de árvore abandonado pelas águas, e formaram o TOTEM humano horizontal (vide primeira foto). Bem bonito! Vontade mesmo, foi de ficar nessa posição de totem eternamente, esquecer do mundo.
Sábado a noite, rolou aquele repeteco do macarrão de forno da mamãe, e em seguida uma sessão nostalgia total com LP’s. Êta festa boa! Vejam os convidados: Xuxa, Balão Mágico, Os Três Patinhos, Milionário e José Rico, Teixeirinha, Michael Jackson (na fase thriller), Pluct Plact Zum!, e por aí vai... bateu leseira, galera resolveu dormir!




Saco! Ele, num sábado a noite foi se recolher dez para meia-noite. Isso sim, era digno de chamar o Fantástico e ocupar metade do programa com esse momento raro. Mas ele dormiu na ala dos solteiros com MCOP e MCOP II. Belezura pura, como titio do momento, ele teve que ficar com as crianças.
O sábado realmente foi tranqüilo, sem nada especial. E não teria muito o que postar aqui, a não ser pelo domingo.

Bem, o domingo.... aguardem!

sexta-feira, 4 de abril de 2008

E vamos visitar a mamãe (e o papai também).

Amanhã é o grande dia!
Vamos arrumar nossas malas.

-Roupas de banho?
-Peguei!
-Se fizer frio?
-Tô levando blusa e calça!
-Protetor solar?
-Não vou me expor ao sol.
-Toalha de banho?
-Sim, já peguei!
-Escova de dente?
-Tá na mala!
-Tênis?
-Tênis?
-Sim tênis, se chover lá tem barro.
-Ok, coloquei na mala!
-Repelente?
-A mãe tem lá!
-Presente da mamãe?
-Tá com a irmã, ela leva!
-Bom humor para um final de semana no fim do mundo onde nem o celular tem sinal?
-Cabe no bolsinho de fora.

Então, dá um beijo na tia, arruma a cama, põe o óculos do sol, joga a mala no carro e 'bora pra praia.

Cenas dos próximos capítulos da novela "Um fim de semana na mata" a partir de segunda-feira.

quarta-feira, 2 de abril de 2008

O GRANDE DIA!

Hoje é o dia D!
E que dia é hoje?
Hoje é simplesmente o DIA!
Sabe de que?
Dia da mãe dele!
Explique-se melhor.
Hoje é o dia em que sua mãe nasceu, lá em 1956 (confirma mãinha?!)
Xiii entreguei a idade, mas para que esconder? Chegou nessa idade linda e formosa. É só conferir quem tiver curiosidade.

Como todos já sabem, ela está a km de distância. Mas é claro que ele vai fazer uma visita. Cantar parabéns, comer um bolinho, um macarrão gostoso que só a mãe sabe fazer.


E é claro, tomar um sol, pois ele não é bobo nem nada!


FELICIDADES DONA MÃE!

créditos da foto: http://img20.imageshack.us/img20/2460/bolo2yq9.jpg

terça-feira, 1 de abril de 2008

Texto repetido?

Isso já está ficando um tanto repetitivo. Deixa ele em paz, mãe da MCDL.
"Prestenção" aqui! Ontem ele teve que ouvir cobrança pois saiu de casa pela manhã para trabalhar e não tomou o seu matinal copo de nescau (não é merchan). Pode?
Pode! Tanto ouviu a mãe dizer a ele:
-Escuta aqui moço, você saiu de manhã sem comer.
-Eu nunca como!
-Sem tomar seu nescau.
-Não estava afim. Algum problema?
-Quer apanhar?
Claro, essa última fala realmente ela disse brincando, bem capaz que ela, uma idosa mãe de uma formiga engulidora de doces, iria bater nele. Há! Achou, coitadinha.
Rotina, rotina, adivinha o que a mãe fez em seguida? Isso mesmo, foi preparar o jantar, e adivinha o que ela fez após o jantar servido? Acertou de novo, foi perguntar a ele:
-Que horas você vai jantar?
Ele super simpático, nem tirou os fones de ouvido, e continuou ouvindo o chiado das caixas de som, pois ele não estava ouvindo nada, estava apenas disfarçando com os fones.
Para ajudar, a menina comedora de doce de leite (preciso fazer uma troca de nomes, ao menos por enquanto, agora ela é a "menina comedora de ovos de páscoa"). Então voltando, a MCOP chega ao seu lado, ele sentado em frente ao computador e ele a ouve resmungar. Sim, pois ela não tem noção que com fones de ouvido a gente não consegue ouvir as pessoas. Ele retirou os fones:
-Você sabe algum poema bonito para os Dia das Mães?
-Assim, saber eu não sei.
A menina permaneceu feito poste ao lado dele, esperando outra resposta, ele entendeu o recado e disse:
-Mas tudo bem, eu posso procurar na internet pra você.
A menina continuou imóvel (Estátua da Liberdade teve inveja), então ele finalizou:
-Para quando você precisa?
-Para depois de amanhã.
-Então eu procuro mais tarde.
Ufa! A menina se moveu, e voltou para a morbidez no sofá.
Ele se lembrou que logo é o Dia das Mães, mas a sua mãe está há alguns km de distância. Talvez ele mande um sinal de fumaça.